EUA e Alemanha são principais destinos de migrantes | Notícias internacionais e análises | DW | 18.09.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

EUA e Alemanha são principais destinos de migrantes

Depois dos Estados Unidos, Alemanha vem em segundo lugar como principal destino de refugiados, diz OCDE. Migração humanitária cai significativamente, mas a por motivos familiares e laborais está em ascensão.

Homens trabalham em teto de aeroporto

Migração laboral aumenta entre países da OCDE

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) informou nesta quarta-feira (18/09) que a Alemanha é o segundo principal destino de migrantes, entre seus países integrantes.

"Desde 2015, os países europeus da OCDE recebem coletivamente mais migrantes permanentes que os Estados Unidos", afirmou em relatório. "No entanto, os EUA continuam sendo o principal país de destino dos migrantes, seguidos pela Alemanha."

Infografik Hauptziel Migranten OECD Länder PT

Apesar do aumento da migração laboral e familiar, a OCDE observou uma queda na migração humanitária, por exemplo, de refugiados fugindo de conflitos.

No auge da crise migratória europeia em 2015, quase 900 mil migrantes entraram na Alemanha sob a política de portas abertas da chanceler federal Angela Merkel, muitos deles buscando refúgio. No entanto esse número diminuiu constantemente desde então, contribuindo para uma queda geral da migração.

"O declínio da migração para a Alemanha pode ser atribuído principalmente à diminuição do número de migrantes humanitários que chegam ao país", afirmou a OCDE. "A Romênia registrou o maior aumento (mais 8.300), e a Síria a maior redução (menos 103.000) nos fluxos para a Alemanha."

Infografik Herkunft Asylbewerber OECD PT

O relatório também mostrou que os alemães estão cada vez mais se mudando para outros países da OCDE. Em 2018, a emigração alemã aumentou 3,3%: "Aproximadamente 16,3% desse grupo migraram para a Suíça, 13,5% para a Áustria e 10% para o Reino Unido."

A Holanda e a Espanha também foram incluídas nos cinco principais destinos para os alemães. Os EUA e a França, no entanto, foram alguns dos poucos Estados que registraram uma queda.

De maneira mais genérica, a migração entre os 36 países da OCDE aumentou ligeiramente em 2018: "A migração familiar e laboral aumentou, enquanto o número de pedidos de refúgio caiu acentuadamente", consta do relatório.

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | App | Instagram | Newsletter

Leia mais