Esquiar na Alemanha é menos caro que no resto da Europa | Conheça os destinos turísticos mais famosos da Alemanha | DW | 04.12.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Esquiar na Alemanha é menos caro que no resto da Europa

Segundo o SkiGuide 2011, a Alemanha é o país europeu com preços mais acessíveis, desbancando regiões tradicionais de esqui, como Suíça, Áustria, Itália e França. Estâncias alemãs prometem não decepcionar.

default

Alemanha tem dezenas de estâncias de esqui

Embora não seja um destino típico para os amantes de esqui, a Alemanha tem atrativos interessantes para quem curte manobras na neve. Este ano, o país encabeça a lista das regiões onde é possível praticar o esporte pelos preços mais acessíveis.

Isso foi o que divulgou o SkiGuide 2011, publicado pelo automóvel-clube ADAC. Segundo o guia, a Alemanha é mais barata do que Suíça, Áustria, Itália e França – esta considerada a mais dispendiosa.

De acordo com a pesquisa, o pacote de uma semana para um casal em hotel três estrelas, com meia pensão e seis dias de entradas livre nas pistas de esqui, custa em média 924 euros.

Onde esquiar

As principais pistas de esqui da Alemanha se concentram na Algóvia (Allgäu) e na Alta Baviera. Em ambas as regiões, as opções de estâncias de esqui são amplas, com ofertas de atividades tanto para veteranos, quanto para quem vai se arriscar pela primeira vez no esqui ou em outros esportes de inverno, como slalom, saltos, patinação e hóquei.

Na Algóvia, os iniciantes encontrarão três pontos para a prática do esporte. Para tanto é preciso embarcar em um teleférico que leva os visitantes mais corajosos a 2.224 metros de altitude. Ao desembarcar na Nebelhorn, montanha mais alta da estância, os esquiadores podem usufruir da mais longa pista da Alemanha, com 7,5 quilômetros de extensão.

Restauriertes Gipfelkreuz auf der Zugspitze

Montanha mais alta da Alemanha tem 2.962 metros

A Alta Baviera não perde no quesito atrações. Um dos points da região é a cidade de Garmisch-Partenkirchen, frequente sede de campeonatos mundiais de esportes de inverno. Localizada na Baviera, a 720 metros de altitude e a poucos minutos da fronteira com a Áustria, o lugar é, no início de janeiro, palco da primeira competição do calendário internacional de esportes de inverno, o torneio das Quatro Rampas.

E não é à toa que a região da Alta Baviera se tornou a Meca de modalidades que exigem frio e neve. Lá se encontra o Zugspitze, pico mais alto da Alemanha e atração turística visitada por milhares de pessoas todos os anos. Para chegar até seu cume é preciso pegar um dos mais longos teleféricos da Europa, com o qual se alcança dois mil metros de altitude em apenas dez minutos.

Origem do esporte na Alemanha

Bergwerk Niederschlag im Erzgebirge

Oberwiesenthal é considerado o berço do esqui na Alemanha

Não apenas no sul da Alemanha é possível praticar esqui. Na verdade, o berço do esqui no país fica nas proximidades de Oberwiesenthal, na Saxônia. Para chegar até a cidade mais alta da Alemanha , só mesmo de carro, ou então com o trem de Fichtelberg, construído em meados do século 19.

Foi durante essas obras que o esqui surgiu na Alemanha. Na época, um engenheiro norueguês envolvido na construção do bondinho iniciou os jovens da localidade nesse esporte de inverno. E em 1906 já era fundado o primeiro clube alemão dedicado ao esqui.

Conhecida nos tempos áureos como "Saint Moritz da Saxônia", a cidade saiu de moda após a queda do Muro de Berlim, ganhando fama de "careta" e monótona. Atualmente, no entanto, após a modernização de suas instalações e equipamentos fixos e a criação de novas pistas e canhões de neve, Oberwiesenthal tornou-se parada obrigatória para os praticantes de esportes de inverno, inclusive o esqui.

Autora: Monique dos Anjos
Revisão: Simone Lopes

Leia mais