Espanha prorroga restrições a voos vindos do Brasil | Notícias internacionais e análises | DW | 20.04.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coronavírus

Espanha prorroga restrições a voos vindos do Brasil

Temendo disseminação de variantes mais contagiosas do coronavírus, país amplia restrições até 11 de maio e impõe quarentena de dez dias após a chegada. Só podem viajar espanhóis, andorranos e estrangeiros residentes.

Homem com máscara sentado sozinho em guichê vazio do aeroporto de Málaga aguarda seu voo

Espanha restringiu voos do Brasil e da África do Sul

O governo da Espanha prorrogou nesta terça-feira (20/04) as restrições para os voos procedentes do Brasil, em uma tentativa de controlar a propagação de novas variantes do coronavírus Sars-Cov-2. O novo prazo, que afeta também as pessoas vindas da África do Sul, vai até o dia 11 de maio.

Segundo a medida, aplicada desde o dia 2 de fevereiro, somente cidadãos espanhóis e andorranos, além de estrangeiros residentes nesses dois países, podem viajar para a Espanha partindo do Brasil e da África do Sul.

Também podem viajar passageiros que estejam em trânsito para um país que não seja integrante do espaço Schengen – a área de livre transito que abrange grande parte dos países da Europa – com escala de duração máxima de 24 horas.

Os passageiros vindos do Brasil e África do Sul devem permanecer em quarentena durante dez dias após a chegada à Espanha, ou de sete dias, se apresentarem teste de PCR com resultado negativo. Essa medida, recentemente prolongada até 3 de maio, também é válida para pessoas que chegarem do Peru e da Colômbia.

A variante brasileira P1 e a sul-africana B1351, mais contagiosas, geram preocupação na Espanha, assim como em outros países europeus, além da hipótese de que algumas vacinas contra a covid-19 possam ser menos eficazes contra essas cepas.

A Espanha, um dos países europeus mais afetados pela pandemia de covid-19, acumula mais de 77 mil mortes associadas à doença, além de 3,4 milhões de casos.

França também ampliou medidas

Há dois dias, a França também impôs quarentena de dez dias para viajantes do Brasil, Argentina, Chile e África do Sul, além de tornar mais rigorosas as condições de entrada no país.

O governo francês anunciou que a suspensão dos voos com o Brasil, vigente desde a última quarta-feira, vai durar pelo menos até a próxima sexta-feira, tempo necessário para permitir a retomada dos voos, "com medidas de segurança adicionais".

A partir do próximo sábado, apenas cidadãos franceses e seus cônjuges e filhos ou residentes poderão viajar a partir do Brasil.

Para entrar, será necessário apresentar antes do embarque um teste PCR negativo de 36 horas anteriores ao voo, ao invés de 72 horas, ou um PCR negativo das 72 horas anteriores, juntamente com um teste de antígeno de menos de 24 horas que será feito na chegada à França.

rc/lf (AFP, OTS)

Leia mais