Espanha bate a Rússia e disputará final da Euro com a Alemanha | Acompanhe a cobertura especial sobre as partidas da Eurocopa | DW | 27.06.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eurocopa

Espanha bate a Rússia e disputará final da Euro com a Alemanha

Seleção espanhola vence a Rússia por 3 a 0 e pela primeira vez após 24 anos garante vaga numa final de Eurocopa. Gols da partida foram marcados por Xavi Hernandez, Daniel Güiza e David Silva.

default

Jogadores espanhóis comemoram o gol de Xavi Hernandez (d), o primeiro da partida

A Espanha será a adversária da Alemanha na final da Eurocopa 2008. A seleção espanhola venceu a equipe da Rússia por 3 a 0 nesta quinta-feira (26/06) em Viena e assegurou a segunda vaga para a final do próximo domingo.

É a terceira vez que a Espanha está na final de uma Eurocopa. Os espanhóis foram campeões na edição de 1964 e vice-campeões em 1984. Será a primeira vez que Alemanha e Espanha se enfrentarão na final do torneio.

Os gols da Espanha foram marcados por Xavi Hernandez, Daniel Güiza e David Silva. A equipe ibérica está invicta há 21 jogos. Foi a segunda vitória da Espanha sobre a Rússia nesta Eurocopa. As duas equipes haviam se enfrentado na primeira partida do grupo D, no dia 10 de junho. Os espanhóis venceram por 4 a 1. Dos oito gols que os russos sofreram no torneio, sete foram marcados pelos espanhóis.

Espanha ofensiva

Russland Spanien, Roman Pavlyuchenko, Marcos Senna

Marcos Senna e Pavlyuchenko disputam a bola

O primeiro tempo terminou empatado sem gols, com as duas equipes apresentando um futebol sem criatividade. As duas melhores oportunidades foram da Rússia, com Roman Pavlyuchenko. Aos 31min, o russo chutou da entrada da área e a bola passou perto do ângulo superior esquerdo.

Cinco minutos depois, Pavlyuchenko recebeu um passe dentro da área, "matou" a bola no peito e foi desarmado pelo zagueiro espanhol no momento em que iria chutar.

O segundo tempo começou com a Espanha jogando de forma mais ofensiva. A nova tática logo mostrou resultado. Aos 5min, Xavi Hernandez aproveitou um passe perfeito de Iniesta para abrir o placar. A vantagem no marcador não alterou o ritmo dos espanhóis e Fernando Torres perdeu várias chances de ampliar o placar.

O segundo gol aconteceu aos 28min. Güiza, que havia entrado no lugar de Torres, recebeu passe de Francesc Fabregas dentro da área e tocou por cima do goleiro Akinfeev. Fabregas deu também o passe para o terceiro gol ibérico, marcado por Silva aos 36min.

Rússia 0 x 3 Espanha

Rússia: 1 Akinfeev - 22 Anyukov, 2 Wassili, 4 Ignashevich, 18 Zhirkov - 11 Semak - 17 Zyryanov, 20 Semshov (15 Bilyaletdinov), 9 Saenko (Sychev) - 10 Arshavin - 19 Pavlyuchenko. Técnico: Guus Hiddink

Espanha: 1 Casillas - 15 Sergio Ramos, 4 Marchena, 5 Puyol, 11 Capdevila - 6 Iniesta, 19 Senna, 8 Xavi Hernandez (14 Xabi Alonso), 21 Silva - 7 Villa (10 Fabregas), 9 Torres (17 Güiza). Técnico: Luis Aragonés

Data: 26/06/2008 (quinta-feira)
Local: Viena, na Áustria
Árbitro: Frank de Bleeckere (Bélgica)
Gols: Xavi Hernandez (4min do segundo tempo), Güiza (28min do segundo tempo), David Silva (36min do segundo tempo)
Público: 51.428
Cartões amarelos: Bilyaletdinov, Zhirkov
Cartões vermelhos: nenhum

Leia mais