Erdogan ataca Otan por não apoiar Turquia na Síria | Notícias internacionais e análises | DW | 11.03.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Síria

Erdogan ataca Otan por não apoiar Turquia na Síria

Presidente turco acusa aliança militar de usar dois pesos e duas medidas e afirma que seu país participou de operações no Afeganistão e agora espera apoio em ofensiva contra rebeldes curdos em Afrin.

Recep Tayyip Erdogan

"Alô, Otan! Onde você está? Quando é que você virá e ficará do nosso lado?", declarou Erdogan

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, criticou duramente a Otan neste sábado (10/03) por não apoiar a ofensiva turca contra uma milícia curda na Síria.

Leia mais: Turquia está em rota de ruptura com EUA e Otan

Os comentários estão entre os mais fortes já feitos por Erdogan sobre a Otan, à qual a Turquia aderiu em 1952, quando os Estados Unidos estavam preocupados que o país ficasse sob a influência da União Soviética.

A Turquia iniciou sua atual operação na Síria em 20 de janeiro, com o objetivo de expulsar a milícia curda Unidades de Proteção Popular (YPG) da região de Afrin, no norte do país vizinho e perto da fronteira com a Turquia.

Erdogan afirmou que as forças turcas estão a poucos quilômetros do centro de Afrin. As YPG são aliadas dos Estados Unidos, que armaram a milícia. A Turquia as considera um grupo terrorista.

"Alô, Otan! Onde você está? Com o que está acontecendo na Síria, quando é que você virá e ficará do nosso lado?", declarou Erdogan a apoiadores na cidade de Bolu. "Somos constantemente importunados por grupos terroristas na nossa fronteira. Infelizmente até agora não houve uma palavra ou declaração positiva."

Logo depois do início da campanha, o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, afirmou que a Turquia tem o direito de se defender, mas ressalvou que isso deve ser feito "de maneira proporcional e moderada".

Erdogan criticou Washington por armar as YPG e afirmou que o grupo recebeu 5 mil caminhões e 2 mil voos repletos de armas. "Isso é amizade? Isso é a unidade da Otan?", questionou, lembrando que a Turquia apoiou a aliança em operações no Afeganistão. "Nós não somos um membro da Otan?"

AS/afp/ap

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais