Do que será capaz um elevador magnético | DW Brasil | Notícias e análises do Brasil e do mundo | DW | 04.03.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

NOTÍCIAS

Do que será capaz um elevador magnético

Transportar pessoas até em rotas circulares é apenas uma das possibilidades. Os detalhes você confere no Futurando desta semana.

Os elevadores magnéticos podem mudar a forma como edifícios são planejados. Essa tecnologia cria oportunidades completamente novas. Será possível conectar vários prédios horizontalmente e os passageiros poderão até mesmo ser transportados em círculos. A pesquisa deste sistema já tem 20 anos. O elevador fica em um suporte que desliza sobre dois trilhos guias. Confira os detalhes neste Futurando.

E soluções como essas serão cada vez mais importante com o crescimento das cidades. Hoje já existem 33 megacidades espalhadas pelo globo. Elas têm mais de 10 milhões de habitantes, prometem empregos bem remunerados, assistência médica de ponta, escolas, universidades. Mas também têm problemas sérios com moradia, transporte e eliminação de lixo e esgoto. Como lidar com o aumento explosivo das áreas urbanas? O Futurando apresenta algumas respostas.

A poluição sonora também é um dos inconvenientes das megacidades. Não dá para negligenciar. O som nos afeta inconscientemente, desencadeia emoções, e pode até induzir nosso comportamento. Pensando nisso, lojas começaram a usar música para aumentar as vendas. Será que funciona?

Nesta edição, o Futurando esclarece algumas dúvidas sobre um gás tão polêmico: o CO2. O que é o dióxido de carbono, de onde vem e quais são os maiores emissores? Saiba mais sobre esse gás que, se por um lado é um dos vilões das mudanças climáticas, por outro lado é indispensável para a vida na Terra.

E para combater o excesso de CO2, jovens estão se mobilizando em todas as partes do mundo. Entre os movimentos mais famosos está o "Plant for the Planet”. Criado há três anos por um menino de 13 anos, o projeto motivou o plantio de 14 bilhões de árvores. O trabalho foi realizado por 88 mil crianças em todos os continentes, exceto na Antártica. Felix Finkbeiner, o iniciador do "Plant for the Planet”, falou com a nossa equipe sobre a esperança nas novas gerações.

Ações como essas são fundamentais para conter o aquecimento global, que poderá ser o responsável pelo desaparecimento de regiões costeiras. Entre elas está um ecossistema singular, às margens do Mar Frísio, no norte da Alemanha. Esta região considerada Patrimônio Mundial é lar de milhares de espécies de animais, insetos e plantas. Como isso pode ser evitado? Não deixe de assistir no próximo Futurando.

O programa

O Futurando traz novidades sobre ciência, meio ambiente e tecnologia e é produzido todas as semanas pela redação brasileira da Deutsche Welle, em Bonn, na Alemanha.

O programa é exibido, no Brasil, pelo Canal Futura às terças-feiras, às 22h30 com reprise às quartas 16h30, quintas, sábados e segundas; pela Rede Minas aos sábados, às 14h30, com reprise às sextas-feiras, às 13h30; pela TV Brasil todas as terças, às 21h45, com reprise às quintas, às 3h15; pela TV Cultura as segundas-feiras às 19h45; pela TV Câmara Tupã todos os sábados às 18h, com reprise às terças-feiras, às 19h40 e pela TV Climatempo aos sábados às 9h30, com reprise às terças e aos domingos. Você também pode ver vídeos do programa no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

Futurando é transmitido ainda em Moçambique pela Rede Tim, aos sábados, às 14h30.