Dinamarquês eleito primeiro prefeito estrangeiro da Alemanha | NRS-Import | DW | 17.06.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Dinamarquês eleito primeiro prefeito estrangeiro da Alemanha

Claus Ruhe Madsen vence segundo turno e é eleito prefeito da cidade de Rostock, no extremo norte da Alemanha. Residente no país há mais de duas décadas, Madsen promete políticas pragmáticas e consciência ambiental.

O dinamarquês Claus Ruhe Madsen, primeiro prefeito estrangeiro na Alemanha

O dinamarquês Claus Ruhe Madsen concorreu como independente e se tornou o primeiro prefeito estrangeiro na Alemanha

O empresário dinamarquês Claus Ruhe Madsen se tornou o primeiro cidadão estrangeiro a ser eleito prefeito de uma grande cidade alemã. O candidato independente venceu no domingo (16/06) a eleição municipal de Rostock, no extremo norte da Alemanha.

Madsen obteve cerca de 57% dos votos no segundo turno e superou Steffen Bockhahn, candidato do partido A Esquerda, que recebeu 43% dos votos.

Nascido em Copenhague, Madsen vive na Alemanha desde 1992 e se estabeleceu há duas décadas em Rostock. No entanto, o empresário de 46 anos nunca entrou com o pedido de obtenção da cidadania alemã.

A candidatura de Madsen foi apoiada pela União Democrata Cristã (CDU), partido da chanceler federal alemã, Angela Merkel, e pelo Partido Democrata Liberal (FDP), que não tiveram candidatos próprios na eleição em Rostock.

Em sua campanha eleitoral, o dinamarquês que ostenta uma barba proeminente e usa ternos executivos alinhados prometeu políticas "pragmáticas" e uma forte postura ambiental.

Madsen presidiu por seis anos a Câmara de Indústria e Comércio de Rostock. O dinamarquês é dono de cinco lojas de móveis, que serão administrados por sua esposa durante os sete anos do mandato de prefeito.

Rostock está localizada na costa alemã do Mar Báltico, 170 quilômetros a nordeste de Hamburgo, e possui uma população de 210 mil habitantes. 

A vitória de Madsen ocorreu no mesmo dia em que os eleitores da cidade de Görlitz, no leste alemão, rejeitaram o candidato Sebastian Wippel, da legenda populista de direita Alternativa para a Alemanha (AfD), apesar de o partido anti-imigração ter reforçado sua posição na área fronteiriça com a Polônia.

PV/afp/dpa

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais