Dia D: imagens da Normandia 75 anos depois | Notícias internacionais e análises | DW | 06.06.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Dia D: imagens da Normandia 75 anos depois

Imagens captadas por um drone mostram como está a região onde há 75 anos ocorreu a maior invasão anfíbia da história. As praias e campos da Normandia, no norte da França, ainda guardam as marcas da violência da Operação Netuno, que entrou para a história como o chamado "Dia D" da Segunda Guerra Mundial.

Assistir ao vídeo 02:11

As praias e campos da Normandia, no norte da França, ainda guardam as marcas da violência da Operação Netuno, que entrou para a história como o chamado "Dia D" da Segunda Guerra Mundial. A maior invasão anfíbia da história ocorreu no dia 6 de junho de 1944.
Há 75 anos, mais de 150 mil soldados aliados desembarcaram na França para expulsar as forças nazistas. Mais de 4 mil soldados foram mortos ou feridos na praia de Omaha. As bombas deixaram marcas nas falésias e nos campos da região. O Cemitério Americano da Normandia foi instalado no dia 8 de junho de 1944 em Coleville-sur-Mer, próximo à praia de Omaha. É conhecido como o primeiro cemitério americano em solo europeu, com mais de 9,3 mil sepulturas, a maioria de soldados mortos durante o desembarque e nas ações posteriores. Alguns bunkers de canhões alemães ainda podem ser vistos no local. Entre os campos de canola, está um canhão alemão 88 mm. No cemitério de La Cambe, foram enterrados mais de 21 mil soldados alemães. Numa elevação de 6 metros, no meio do cemitério, há uma vala comum com centenas de corpos. Os nomes de apenas 89 mortos são conhecidos.