Definidas as últimas vagas para a Euro 2012 | Acompanhe a cobertura especial sobre as partidas da Eurocopa | DW | 17.11.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eurocopa

Definidas as últimas vagas para a Euro 2012

Croácia, República Tcheca, República da Irlanda e Portugal garantiram as últimas vagas para a competição continental, que terá sua próxima edição na Ucrânia e na Polônia.

default

Goleada em Lisboa garantiu vaga aos portugueses

Estão definidas as 16 seleções que disputarão a Euro 2012 na Ucrânia e na Polônia a partir de junho. Croácia, República Tcheca, República da Irlanda e Portugal garantiram as últimas vagas para a competição na repescagem nesta terça-feira (15/11).

O destaque das partidas de volta ficou por conta da seleção de Portugal. Com uma apresentação de luxo, o time comandando por Cristiano Ronaldo aplicou 6 a 2 na Bósnia-Hezergovina, em Lisboa, e carimbou o passaporte para a competição que acontece simultaneamente na Polônia e na Ucrânia em junho do ano que vem. A primeira partida entre as duas seleções, em Zenica, havia terminado em 0 a 0.

Fußball Euro 2012 Kroatien Türkei

Croácia eliminou a Turquia com um empate simples

Com o empate em 1 a 1, em Dublin, a Irlanda obteve a classificação sobre a Estônia. O resultado foi saudado porque marca o retorno da seleção irlandesa à fase mais importante de uma competição internacional. Os irlandeses não conseguiram repetir, no entanto, a boa atuação que marcou a partida de ida, quando haviam vencido por 4 a 0 em Tallinn.

Depois de uma vitória de 3 a 0, em Istambul, que garantiu tranquilidade, bastou um empate em 0 a 0 em Zagreb para a Croácia despachar a Turquia e garantir a sua vaga. Outra seleção que confirmou a boa performance da partida de ida foi a República Tcheca, batendo Montenegro por 1 a 0, com um gol no final do confronto, em Podgorica. Na primeira partida, em Praga, os tchecos tiveram menos dificuldades, batendo o adversário por 2 a 0.

Amistosos com surpresas e quebra de tabu

Além das emoções dos playoffs da Euro 2012, seleções que já haviam se classificado para competição também entraram em campo para amistosos. A Espanha, que vinha de uma derrota de 1 a 0 para a Inglaterra, não saiu de um empate contra a Costa Rica, jogando em San Jose. A campeã mundial chegou a estar perdendo por 2 a 0, mas buscou o 2 a 2 nos descontos.

Já em Londres, no estádio de Wembley, a Inglaterra conseguiu a primeira vitória contra a Suécia depois de um jejum de 43 anos. O gol da partida foi marcado por Daniel Majstorovic aos 22min.

A Grécia, vencedora da Euro 2004 e já classificada para a competição em 2012, foi derrotada pela Romênia por 3 a 1, em partida disputada na Áustria. A Romênia não garantiu vaga para a Euro 2012. A Itália foi surpreendida pela seleção uruguaia em Roma e amargou a derrota de 1 a 0 para os campeões da Copa América. Em Paris, a França não saiu de um empate com a Bélgica, em 0 a 0.

"Os holandeses não tiveram chances"

Nada melhor do que uma vitória indiscutível num clássico para fechar o ano com chave de ouro. Já classificada para a Euro 2012 com 100% de aproveitamento, a Alemanha não tomou conhecimento da forte equipe da Holanda e goleou a arquirrival em mais uma bela apresentação, na Imtech Arena em Hamburgo, nesta terça-feira (15/11).

O time de Joachim Löw quebrou um tabu de 15 anos sem vencer a equipe laranja com um expressivo 3 a 0. "Os holandeses não tiveram chances", sintetizou Löw após o duelo.

Freundschaftsspiel Fußball Deutschland - Niederlande

Klose fica a quatro gols de superar um recorde

Mantendo a tendência que a acompanha desde a Copa do Mundo da África do Sul, a seleção de Löw garantiu mais uma vitória convincente. Desde 2008, esta foi a quarta derrota da Holanda. Os vice-campeões mundiais também se classificaram para a competição continental, ostentando um potencial ofensivo invejável, com 37 gols na fase de classificação para a Euro 2012.

Na partida contra a Alemanha, a seleção laranja foi improdutiva, sentindo a falta do atacante Arjen Robben. Após dez jogos, esta foi a primeira vez que a Alemanha não sofre um gol. O placar da partida foi aberto por Thomas Müller (15min) e ampliado por Miroslav Klose (25min) e Mesut Özil (21min do segundo tempo).

Klose chegou ao seu 65º gol pela Alemanha e reduziu a diferença para o maior artilheiro da seleção, Gerd Müller, que marcou 68 vezes com a camiseta alemã.

MP/dw/rtr/dpa
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais