De bicicleta pela Rota Romântica | Conheça os destinos turísticos mais famosos da Alemanha | DW | 20.06.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

De bicicleta pela Rota Romântica

De Würzburg a Füssen, esta é uma das rotas mais famosas da Alemanha. Paisagens, história e romantismo podem ser vivenciados também de bicicleta.

A bicicleta é o veículo mais prático para explorar as diferentes paisagens ao longo dos mais de 400 quilômetros da Rota Romântica. O roteiro, que vai de Würzburg a Füssen, é um dos preferidos de turistas alemães e estrangeiros, principalmente americanos e japoneses. O trajeto se estende por dois estados alemães: Baviera e Baden-Württemberg.

As bem-sinalizadas ciclovias estendem-se ao longo de paisagens bonitas e de curiosidades imprescindíveis de serem vistas. Longe do movimento do trânsito, o silêncio e a tranquilidade ao longo do passeio permitem descobrir aspectos muitas vezes conhecidos apenas pela população local.

Uma opção é dividir o percurso em etapas diárias. A oferta de hotéis e hospedagens é variada. Muitos oferecem até o transporte da bagagem e rotas complementares de ônibus. Sinalizações ao longo do trajeto e folhetos oferecidos por agências turísticas ajudam na orientação. Por não conter montanhas ou aclives íngremes, a rota não é cansativa.

Com a ajuda do vento

Considerando que os ventos na região sopram geralmente na direção oeste-noroeste, a dica dos guias de turismo é começar o passeio na cidade de Würzburg, patrimônio da Unesco, no extremo norte do trajeto.

Depois de conhecer esta maravilha barroca, segue-se o vale do rio Tauber, passando por Tauberbischofsheim e Rötttingen, até chegar a Rothenburg, a famosa cidade medieval ainda cercada pela muralha. Outras atrações deste percurso na

Francônia são Schillingsfürst e seu castelo; Feuchtwangen, com seu mosteiro antigo, e Dinkelsbühl, também cercada por uma muralha e que é uma das cidades medievais mais bem preservadas da Alemanha.

Da mesma forma como Rothenburg, a cidade de Nördlingen também está dentro de muros. Subindo os 90 metros do campanário da igreja de São Jorge, pode-se observar a cratera de 23 quilômetros de diâmetro deixada pelo choque de um meteorito há 15 milhões de anos.

Lagos e milagres em rococó

Continuando a viagem sobre duas rodas, chega-se à pequena Harburg, cujo castelo é tão antigo que já foi citado em documentos datados de 1093. A viagem prossegue ao longo do rio Wörnitz, que se encontra com o Danúbio em Donauwörth.

Uma das atrações turísticas desta cidade é a Deutschordenshaus (casa da Ordem dos Cavaleiros Teutônicos) uma ordem militar cruzada fundada em 1197 e vinculada à Igreja Católica.

Em Augsburg, cidade de mais de dois mil anos e berço do famoso teatro de marionetes Augsburger Puppenkiste, pode-se visitar "Die Kiste", o museu deste teatro. Outro aspecto interessante da cidade é a Fuggerei, que foi um dos primeiros complexos de moradias sociais da Alemanha, construído no século 15.

Rios, riachos de águas cristalinas e lagos emolduram o trajeto até a região pré-alpina. Este trecho, cuja altitude varia de 500 a mil metros, também é conhecido como Pfaffenwinkel (recanto dos frades), devido ao grande número de mosteiros e igrejas barrocas e em estilo rococó.

Um exemplo fica próximo a Steingaden: é a Wieskirche, igreja de peregrinação em estilo rococó, construída entre 1745 e 1754 e patrimônio da humanidade. Conta a lenda que em 1738 a agricultora Maria Lory viu uma lágrima na figura de Cristo, que decora o centro da igreja.

Alpes, colinas e castelos

A região pré-alpina de Allgäu marca a etapa final desta viagem, que tem seu ponto alto em Schwangau. Nada menos do que quatro lagos e duas admiráveis edificações coroam a viagem: são os palácios Hohenschwangau e Neuschwanstein, este último o mais famoso dos castelos de Luís 2º da Baviera.

De porte menor, mas não menos interessante, é a Colomanskirche, igreja barroca da qual se pode ver o palácio Neuschwanstein. A cinco quilômetros de Schwangau, na fronteira com o Tirol austríaco, fica Füssen.

A Rota Romântica alemã tem como parceira a Rota Romântica brasileira, entre São Leopoldo e São Francisco de Paula, no Rio Grande do Sul. Em 15 de outubro de 2007, foram acertadas as bases para o marketing e o desenvolvimento conjunto de ambos os roteiros turísticos.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados