Coreia do Norte deve retornar ao bom senso, dizem EUA | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 26.04.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ásia

Coreia do Norte deve retornar ao bom senso, dizem EUA

Comandante para o Pacífico afirma que sistema antimísseis na Coreia do Sul estará pronto nos próximos dias e servirá para fazer Kim Jong-un "retornar ao bom senso e não para colocá-lo de joelhos".

Almirante Harry Harris afirma ao Congresso que sistema de defesa na Coreia do Sul poderá ser usado em breve

Almirante Harry Harris afirma ao Congresso que sistema americano de defesa na Coreia do Sul poderá ser usado em breve

O comandante dos EUA para a Ásia-Pacífico, almirante Harry Harris, afirmou nesta quarta-feira (26/04) ao Congresso americano que o objetivo do sistema antimísseis que está sendo instalado na Coreia do Sul é fazer o líder norte-coreano, Kim Jong-un, "retornar ao bom senso, e não colocá-lo de joelhos".

Análise: A complexa equação chamada Coreia do Norte

Por que a China precisa da Coreia do Norte?

Segundo Harris, o sistema conhecido como Thaad estará pronto para ser usado nos próximos dias. Antes, o Ministério da Defesa da Coreia do Sul havia dito que ele poderia começar a funcionar no fim do ano. Segundo o governo da Coreia do Sul, partes do sistema começaram a ser instaladas num antigo campo de golfe a cerca de 250 quilômetros ao sul de Seul.

Harris também disse acreditar que a Coreia do Norte tentará atacar os Estados Unidos assim que tiver condições de fazê-lo, o que, na avaliação dele, deverá ocorrer em breve. "Assim como se diz que Thomas Edison falhou mil vezes antes de ser bem-sucedido na invenção da lâmpada elétrica, Kim Jong-un vai continuar tentando", afirmou Harris à Comissão das Forças Armadas do Congresso. "Um dia desses, logo, ele vai conseguir." Diante disso, ele defendeu o reforço da defesa antimísseis no Havaí.

Porém, Harris negou que o regime norte-coreano disponha de armas capazes de atacar a frota americana deslocada para as águas da Península Coreana. Segundo ele, as ameaças vindas de Pyongyang superam as reais capacidades do regime. "As armas que a Coreia do Norte poderia usar contra a armada do Carl Vinson são facilmente combatidas pelos recursos instalados naquele grupo", afirmou Harris. "Se voar, será abatido."

AS/ap/afp/rtr/efe

Leia mais