Conselho de Segurança condena lançamento de míssil pela Coreia do Norte | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 16.05.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ásia

Conselho de Segurança condena lançamento de míssil pela Coreia do Norte

Órgão reitera disposição a endurecer sanções devido ao comportamento "altamente desestabilizador" do país asiático e pede "empenho sincero na desnuclearização por meio de ações concretas".

Reunião do Conselho de Segurança da ONU

Declaração foi aprovada de forma unânime pelos 15 membros do Conselho

O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou nesta segunda-feira (15/05) o mais recente lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte e reiterou sua disposição a impor novas sanções a Pyongyang.

Leia também:

O real risco de uma nova Guerra da Coreia

"Coreia do Norte não tem uma liderança suicida", afirma ex-embaixador brasileiro

A proporção de forças na Península da Coreia

Em comunicado, os 15 membros do conselho denunciaram o comportamento "altamente desestabilizador" da Coreia do Norte e o "desafio" às Nações Unidas representado por esses testes militares. Numa declaração unânime, apoiada também pela China, aliada da Coreia do Norte, o conselho pediu a Pyongyang que mostre de imediato o seu "empenho sincero na desnuclearização por meio de ações concretas".

O país asiático está proibido pelo Conselho de Segurança de realizar esse tipo de atividade e é alvo de duras sanções internacionais por seu programa nuclear e de mísseis. Os países do Conselho de Segurança se comprometeram a implementar em sua totalidade essas medidas e a estimular os demais países a fazer o mesmo.

Além disso, como em outras ocasiões, deixaram claro que estão dispostos a endurecer as sanções à Coreia do Norte. Estados Unidos e China estão negociando uma possível ampliação dessas medidas, em resposta a movimentos anteriores por parte do regime norte-coreano.

No comunicado, o Conselho de Segurança lembrou que as "atividades ilegais com mísseis balísticos" contribuem para o desenvolvimento de sistemas capazes de transportar armas nucleares e estão aumentando a tensão, na região e além dela. O Conselho de Segurança pretende reunir-se de forma urgente nesta terça-feira para analisar a portas fechadas o último teste militar norte-coreano.

Nesta segunda-feira, a Coreia do Norte afirmou ter sido bem-sucedida no lançamento de um novo tipo de míssil balístico de médio a longo alcance, batizado de Hwasong 12 e capaz de carregar uma "ogiva nuclear de grande tamanho".

AS/efe/lusa

Leia mais