Como banir testes com animais na indústria farmacêutica? | Programa de ciência, meio ambiente e tecnologia da DW Brasil | DW | 20.08.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Futurando!

Como banir testes com animais na indústria farmacêutica?

O Futurando desta semana mostra como é possível usar células humanas em tubos de ensaio para testar novos medicamentos. Veja os outros destaques do programa.

O Futurando desta semana mostra como o uso de animais para testes na indústria farmacêutica poderia ser banido. Conheça em detalhes um método alternativo criado por pesquisadores da Universidade de Constança, na Alemanha. Segundo os pesquisadores, além de evitar o sofrimento dos bichos, esse novo método é mais eficiente. 

Seguindo essa tendência, a indústria de alimentos também está criando formas de evitar o sofrimento animal. O hambúrguer criado em laboratório já existe, mas os custos de produção ainda são altos. Cientistas holandeses e americanos querem mudar isso. Além de tornar a carne sintetizada mais barata, eles querem aperfeiçoar o seu sabor. Veja mais sobre o tema nesta edição.

O programa traz ainda uma reportagem sobre o RoBird, uma ave de rapina robô. Um exemplo bem sucedido da biomimética - ciência que imita a natureza. No caso do RoBird, a máquina deve ajudar a espantar pássaros de lugares indesejados, como pistas de voo, por exemplo.

Nossa equipe foi até o Japão para registrar como robôs são usados para entreter pessoas em asilos. A ideia é que eles também ajudem os idosos a se exercitarem. Desde 2013, o governo testa como essas máquinas podem contribuir nesses locais, melhorando inclusive o estado emocional dos moradores.

E na Espanha, os robôs ganham outra atividade, no mercado sexual. Na Europa já existe até um bordel de bonecas-robôs. O cientista espanhol Sergi Santos quer que esses robôs demonstrem sentimentos. Para especialistas, robôs desse tipo podem reforçar estereótipos de gênero e a objetificação da mulher. Um tema controverso que você confere no Futurando.

O programa

O Futurando traz novidades sobre ciência, meio ambiente e tecnologia e é produzido todas as semanas pela redação brasileira da Deutsche Welle, em Bonn, na Alemanha.

O programa é exibido, no Brasil, pelo Canal Futura às terças-feiras, às 22h30 com reprise às quartas 16h30, quintas, sábados e segundas; pela Rede Minas aos sábados, às 14h30, com reprise às sextas-feiras, às 13h30; pela TV Brasil todas as terças, às 21h45, com reprise às quintas, às 3h15; pela TV Cultura aos domingos às 00h, com reprise todas as quartas às 22h30 ; pela TV Câmara Tupã todos os sábados às 18h, com reprise às terças-feiras, às 19h40 e pela TV Climatempo aos sábados às 9h30, com reprise às terças e aos domingos. Você também pode ver vídeos do programa no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

O Futurando é transmitido ainda em Moçambique pela Rede Tim, aos sábados, às 14h30.