Colômbia apreende maior quantidade de cocaína da história do país | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 16.05.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Colômbia apreende maior quantidade de cocaína da história do país

Autoridades confiscam oito toneladas da droga, escondidas num depósito subterrâneo perto da fronteira com o Panamá. Substância pertencia ao Clã Úsuga, por cujo líder os EUA oferecem recompensa de 5 milhões de dólares.

Oito toneladas de cocaína apreendidas na Colômbia

Toneladas da droga foram distribuídas em pacotes

Ao menos oito toneladas de cocaína foram apreendidas pela polícia colombiana neste fim de semana – a maior quantidade da história do país, segundo o presidente Juan Manuel Santos.

A droga pertencia a um grupo criminoso conhecido pelo nome Clã Úsuga, o maior da Colômbia. Ela foi apreendida no município de Turbo, no nordeste do país e próximo à fronteira com o Panamá, neste domingo (15/05), informou o Ministério da Defesa colombiano.

"Felicitamos a Polícia da Colômbia. A operação em Turbo permitiu apreender a maior quantidade de droga na história. Golpe contundente contra criminosos", escreveu Santos em sua conta no Twitter.

O diretor da Polícia Nacional colombiana, Jorge Hernando Nieto, confirmou que se trata de "um dos golpes mais contundentes contra o crime organizado".

De acordo com a polícia, os traficantes esconderam a cocaína num depósito subterrâneo, cujo acesso havia sido coberto com uma tampa de cimento. A operação, iniciada na tarde de sábado, contou com o apoio da aviação policial. Três pessoas foram detidas.

Luta contra o narcotráfico

A droga pertencia ao número dois do Clã Úsuga, Roberto Vargas Gutiérrez, conhecido como "Gavilán". O governo oferece 500 milhões de pesos de recompensa (168 mil dólares) pela captura do traficante.

O líder do grupo, formado por ao menos 2 mil homens, é Darío Antonio Úsuga, alias "Otoniel". Os Estados Unidos oferecem uma recompensa de até 5 milhões de dólares por qualquer informação que permita sua captura.

De acordo com a polícia, a cocaína estava pronta para ser transportada para a América Central, de onde deveria seguir, provavelmente, para os EUA. A droga tem um valor estimado de 240 milhões de dólares no mercado americano.

A Colômbia é um dos principais produtores mundiais de cocaína, com 442 toneladas anuais. No ano passado, as autoridades colombianas confiscaram 252 toneladas da droga. Washington é o principal aliado de Bogotá na luta contra o narcotráfico.

LPF/lusa/efe/rtr

Leia mais