Ciro, Haddad e Alckmin miram Nordeste | Eleições 2018 | DW | 24.09.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Eleições 2018

Ciro, Haddad e Alckmin miram Nordeste

Região recebe três presidenciáveis que disputam vaga no segundo turno. Enquanto PT e PDT brigam praticamente pelo mesmo eleitorado, aceitação de tucano na região não decola.

Haddad faz campanha no Recife: carona na popularidade de Lula

Haddad faz campanha no Recife: carona na popularidade de Lula

A duas semanas para as eleições, as duas principais candidaturas presidenciáveis de centro-esquerda miram o Nordeste na disputa cobiçando vaga no segundo turno. O segundo maior colégio eleitoral do país – que perde apenas para a região Sudeste e concentra 26,6% dos votantes – foi palco de campanhas intensas de Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT) neste fim de semana. Geraldo Alckmin (PSDB) também passou por lá.

Disputando praticamente o mesmo eleitorado, Ciro e Haddad desembarcaram em Pernambuco para atos políticos no Recife, em Caruaru e Petrolina. No domingo (23/09), o petista esteve em Juazeiro (BA), que fica a menos de 10 minutos de carro de Petrolina (PE), do outro lado da ponte Presidente Dutra, onde prometeu trabalhar pela recuperação das nascentes do São Francisco, rio que separa as duas cidades e atravessa cinco estados brasileiros. Essa foi a primeira vez que Haddad esteve no Nordeste em campanha já oficializado como presidenciável do PT.

Já o pedetista teve agenda em Teresina (PI), onde caminhou pelo entorno do mercado público do bairro Dirceu Arcoverde, e resumiu em duas suas propostas para o país: "Trabalho para os pais e educação para os filhos”.  Ele também não poupou críticas para desconstruir seu principal adversário na campanha, sem bater em Lula. "Se Lula fosse candidato, muito provavelmente mais cedo ou mais tarde a gente estava entendido”, declarou Ciro no domingo. O pedetista também acusou Haddad de conhecer pouco o Nordeste: "Nosso povo nem sabe quem é o Andrade”, afirmou, fazendo referência ao apelido que o petista recebeu de eleitores que desconhecem seu sobrenome, de origem libanesa.

Apesar da disputa por votos na região, Haddad tem se esforçado para não bater em Ciro, já que espera apoio do pedetista em uma eventual ida ao segundo turno das eleições. Já Ciro ainda aposta em crescer na região, onde, segundo analistas, possui maior potencial de ampliação de eleitorado.

Mesmo pisando em terreno onde a maioria do eleitorado é órfã de Lula, a campanha de Ciro mira em defender que ele é o único capaz de representar o Nordeste e entender os problemas da região. O candidato foi governador do Ceará, deputado estadual e federal pelo estado nordestino e prefeito de Fortaleza. Apesar de ter nascido em Pindamonhangada (SP), Ciro, que é filho de um cearense com uma paulista, mudou-se com a família aos quatro anos de idade para Sobral (CE).

Ainda grande na região, a aceitação de Lula é também a principal responsável por colocar Haddad tão rapidamente no segundo lugar das pesquisas mais recentes de intenção de voto – a candidatura do petista foi oficializada apenas no dia 11 de setembro. Antes da entrada de Haddad na disputa ao Palácio do Planalto, quem liderava as pesquisas de intenção de voto no Nordeste (e também no restante do país) era Lula, seguido por Bolsonaro.

De acordo com a última pesquisa Datafolha, Haddad e Ciro estão tecnicamente empatados em segundo lugar, com 16% e 13% das intenções de voto, respectivamente. O Nordeste é a única região onde o petista lidera, com 26%, deixando Ciro e Jair Bolsonaro (PSL) para trás, empatados em 17%. Alckmin detém apenas 6% da preferencia do eleitorado da região.

O tucano também passou por Recife (PE) no fim de semana. O principal desafio do tucano na região é angariar votos que somem aos 9% que conquistou até agora, segundo a última pesquisa Datafolha. Sem palanques de peso no Nordeste e sem a presença de militantes, Alckmin chegou na sexta-feira (21/9) e teve como agenda uma entrevista a uma rádio local e um encontro com a União das Mães de Anjos, que presta assistência para famílias de bebês com microcefalia, vítimas do zika.

Antes de seguir para Salvador (BA), fez um breve discurso – de cerca de 10 minutos – e atendeu a imprensa. Desde o início oficial da campanha, no dia 16 de agosto, o tucano visitou a região apenas três vezes, passando por Petrolina (PE), cidades do Ceará e Natal (RN). A campanha do PSDB concentra-se no Sudeste – região que abriga 43,3% do eleitorado e onde Alckmin fez carreira política. Assim como Ciro, nasceu em Pindamonhangaba (SP), onde exerceu os cargos de vereador e prefeito, já foi eleito governador do estado de São Paulo por quatro vezes.

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais