Checkpoint Berlim: Aposentadoria canina | Colunas semanais da DW Brasil | DW | 30.10.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Colunas

Checkpoint Berlim: Aposentadoria canina

A partir de 2018, cachorros policiais passam a receber aposentadoria em Berlim. Atualmente, animais estão a mercê da boa vontade de colegas humanos, que costumam adotá-los no fim da carreira.

Cachorros da polícia durante protesto em Berlim

Cachorros da polícia durante protesto em Berlim

Os alemães gostam muito de cachorros. Muitos tratam seu melhor amigo quase como um filho, tamanha a dedicação. Porém, em Berlim, esse apreço parecia destinado apenas aos cães de estimação: o destino era ingrato com aqueles que prestavam serviços públicos.

Depois de oito anos servindo à polícia na difícil missão de localizar drogas, armas e explosivos, restava aos cães policiais em Berlim, no fim de sua carreira, contar com a solidariedade dos parceiros humanos para abrigá-los e alimentá-los, além de bancar eventuais visitas ao veterinário.

Clarissa Neher vive em Berlim desde 2008

Clarissa Neher vive em Berlim desde 2008

Diferente de outros estados alemães, como a Baviera ou a vizinha Brandemburgo, a capital não possuía um plano de aposentadoria para seus funcionários de quatro patas. Quando eles já não serviam mais para o trabalho – aproximadamente oito anos depois do início da carreira –, eles ficavam a mercê da boa vontade de seus parceiros humanos.

Geralmente, o policial que serviu ao lado do cãozinho costuma comprá-lo por um preço simbólico e arca sozinho com as despesas do animal até o fim da sua vida. Mas essa realidade incerta vai mudar a partir do ano que vem.

A assembleia estadual de Berlim aprovou a aposentadoria canina e vai destinar 85 mil euros para esse fundo. O dinheiro será revertido aos futuros donos dos cachorros policiais aposentados. O valor mensal repassado aos beneficiários ainda não foi definido. Mas, com essa verba, serão pagas parte das despesas do animal, como alimentação, veterinário e seguros. A aposentadoria deve beneficiar os cerca de 130 cachorros que atualmente servem à polícia da capital.

Leia maisSafári pelas ruas da capital

Berlim não é o primeiro estado alemão a adotar um fundo de pensão canino. Os cachorros policiais da Baviera, Brandemburgo, Hamburgo, Hessen, Baden-Württenberg, Renânia do Norte-Vestfália, Renânia-Palatinado, Baixa Saxônia, Turíngia e Sarre já recebem a aposentadoria. O valor varia.

Em Brandemburgo, por exemplo, os cães aposentados recebem 32 euros por mês, e o governo arca com todos os custos veterinários. A aposentadoria é maior em Hamburgo, onde eles ganham 110 euros por mês.

Clarissa Neher é jornalista freelancer na DW Brasil e mora desde 2008 na capital alemã. Na coluna Checkpoint Berlim, publicada às segundas-feiras, escreve sobre a cidade que já não é mais tão pobre, mas continua sexy.

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais