Cerveja se aprende na universidade | Tudo o que você precisa saber para estudar na Alemanha | DW | 03.08.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Estudar na Alemanha

Cerveja se aprende na universidade

Universidades de Berlim e Freising, Baviera, ensinam segredos da preparação de uma das bebidas preferidas dos alemães: a cerveja. Estudantes vêm de diversas partes do mundo e o curso exige conhecimentos científicos.

default

'Preceito de pureza' só admite quatro ingredientes na cerveja

Na Alemanha bebem-se por ano cerca de 100 milhões de hectolitros de cerveja, o equivalente a 0,3 litros ao dia por pessoa. Estes números lembram o quão importante é saber preparar a bebida no país.

Por tradição, o ofício de mestre cervejeiro era tipicamente artesanal. Mas hoje em dia é possível aprendê-lo na universidade em dois lugares da Alemanha: na capital, Berlim, e em Freising, cidade próxima a Munique, capital da Baviera.

Em Berlim, apenas os melhores são admitidos. Devido à grande procura, estabeleceu-se um numerus clausus, que limita o número de alunos e é alterado a cada ano, de acordo com a necessidade. Já nas escolas de Munique ,não existem atualmente restrições para admissão no curso de cervejeiro.

Sonho de um império cervejeiro

BdT Deutschland Bayern Bier Prüferseminar in Freising

Estudantes aprendem a produzir cerveja pura da Baviera

Kaian Hoi, de 21 anos é uma das poucas estudantes do sexo feminino que frequentam o curso na Universidade Técnica de Munique, na montanha de Weihenstephan, em Freising. Portuguesa nascida em Macau, com raízes asiáticas, seu desejo é nada menos do que fundar um império da cerveja no seu país natal.

Ela parece saber muito bem o que quer, e não foi por acaso que entrou para o Curso de Estudos de Fabricação de Cerveja e Tecnologia de Bebidas da Weihenstephan. Seu trabalho em Química, ao concluir o ensino médio, foi sobre a produção da cerveja de trigo. Porém muitos de seus colegas não levam o estudo tão a sério, e por isso acabam desistindo.

"Honestamente, tem gente que acha que para aprender a fabricação de cerveja basta encher a cara, fazer festa, ficar à toa pela universidade: muitos subestimam esse curso. Mas realmente temos muitas disciplinas científicas diferentes, e geralmente você só é bom em uma área. Fazemos cerca de dez exames por semestre, enquanto outros programas têm apenas cinco."

Preceito de pureza

Weihenstephan Brauerei historisches Bild

Foto da antiga cervejaria Weihenstephan

As cubas de prata para testes da cervejaria Weihenstephan têm cerca de um metro e meio de diâmetro e comportam em média 800 litros. É nelas que, durante a fabricação, a cerveja esquenta até 70º C – antes que possa ser bebida gelada. O aprendiz de cervejeiro Hannes Kolb comenta que, em comparação com as cubas normais de cobre, as da cadeia experimental são relativamente pequenas: "Nós estamos apenas testando".

Ele explica o famoso "preceito de pureza" ( Reinheitsgebot) da cerveja bávara: "Os ingredientes são apenas água, malte, lúpulo, e mais tarde, na adega de fermentação, as leveduras. Na verdade, essas quatro coisas são tudo o que podemos usar. É claro, somos um pouquinho especiais, podemos experimentar: esta é a vantagem quando você está se preparando para ensinar", comenta.

Kaian Hoi não está bem certa se adotará o preceito de pureza em seu império cervejeiro. Mas pelo menos ela já tem um bom nome para a futura cerveja de Macau. "Minha família se chama Hoi, e 'Hoi Bräu' [ rhói-brói] poderia ser o nome da cerveja, pois dá para pronunciá-lo mesmo se estando bêbado. Acho a ideia engraçada."

Autor: Ince Hüseyin (rbc)
Revisão: Augusto Valente

Leia mais

Publicidade