Canadá, EUA e México querem sediar juntos Copa de 2026 | Leia as principais notícias sobre o futebol internacional | DW | 10.04.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Canadá, EUA e México querem sediar juntos Copa de 2026

Federações de futebol dos três países anunciam que apresentarão candidatura conjunta para receber o Mundial. Das 80 partidas, 60 seriam disputadas em solo americano. Fifa deve anunciar decisão apenas em 2020.

Victor Montagliani, Sunil Gulati e Decio de María, presidentes das federações canadense, americana e mexicana de futebol, respectivamente (Getty Images/S. Platt)

Os presidentes das federações canadense, Victor Montagliani, americana, Sunil Gulati, e mexicana, Decio de María

As federações de futebol do Canadá, Estados Unidos e México anunciaram nesta segunda-feira (10/04) que pretendem apresentar uma candidatura conjunta para sediarem a Copa do Mundo de 2026. O torneio mundial de futebol nunca foi organizado por três países numa mesma edição.

O anúncio foi feito num evento em Nova York com a presença dos presidentes das três federações: o canadense Victor Montagliani, o americano Sunil Gulati e o mexicano Decio de María.

De acordo com os líderes, a proposta sugere que 60 partidas sejam disputadas nos EUA, dez no México e outras dez no Canadá. A abertura ainda não tem local definido, mas a ideia é que a final seja realizada num estádio americano, indicou o presidente da Federação dos Estados Unidos.

A Copa do Mundo de 2026, cuja sede deve ser anunciada pela Fifa somente em maio de 2020, será a primeira a contar com 48 seleções nacionais – atualmente, 32 países disputam o torneio.

"Hoje é um dia importante para meu país, porque estamos cumprindo um dos objetivos do futebol: permitir a construção de projetos, sonhos e emoções", disse María, líder da federação mexicana.

O chefe da federação americana, por sua vez, deixou claro que a candidatura conjunta recebeu aval do presidente dos EUA, Donald Trump, apesar das relações estremecidas entre o México e o governo em Washington atualmente. "O presidente está totalmente favorável", garantiu Gulati.

Desde 1994, quando os EUA sediaram a Copa, nenhum país da Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe (Concacaf) recebeu o torneio. O México organizou as edições de 1970 e 1986. O Canadá, por sua vez, foi sede apenas da Copa do Mundo de Futebol Feminino, em 2015.

Os dois próximos Mundiais masculinos de futebol já têm local definido. Em 2018, a competição acontecerá na Rússia, enquanto a seguinte, em 2022, será sediada no Catar.

EK/afp/dpa/efe/rtr

Leia mais