Campeões mundiais parabenizam Brasil pelo ouro | Rio 2016 | DW | 21.08.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Rio 2016

Campeões mundiais parabenizam Brasil pelo ouro

Presentes na semifinal da Copa no Mineirão, Schweinsteiger e Podolski deixam mensagens para os jogadores brasileiros após vitória no Maracanã. Löw exalta equipe alemã pela conquista da prata.

Dois dos rostos mais conhecidos da seleção alemã que fez 7 a 1 no Brasil em 2014, o meia Bastian Schweinsteiger e o atacante Lukas Podolski parabenizaram a seleção brasileira neste domingo (21/08) pela vitória sobre a Alemanha e o ouro olímpico.

"Que intensa e emocionante essa final no Maracanã. Parabéns à equipe brasileira, ao povo brasileiro e especialmente ao meu amigo Neymar, por ganhar a medalha de ouro. Parabéns também ao time alemão por incrível conquista: a medalha de prata", escreveu Schweinsteiger no Instagram, ao lado de uma foto da seleção brasileira recebendo o ouro.

Bastante popular entre os brasileiros, Podolski se arriscou no português e usou o Twitter para deixar sua mensagem: "Parabéns Brasil! Foi um jogo apertado contra meu país, mas esta vez finalmente conseguiram."

Outras estrelas do esporte mundial, como Usain Bolt, também felicitaram o Brasil. O velocista, ganhador de três medalhas de ouro no Rio, esteve no Maracanã e postou uma foto de Neymar como forma de retribuir a homenagem.

“Parabéns ao time de futebol do Brasil por conquistar o ouro”, postou o atleta em sua conta no Instagram, ao lado de uma foto de Neymar comemorando o gol com o gesto típico de Bolt.

O técnico da seleção alemã, Joaquim Löw, lamentou a derrota, mas elogiou o desempenho da equipe olímpica. Ele disse que muitos que estiveram no Rio poderão ter chance na equipe principal, que passa por renovação – Schweinsteiger e Podolski, por exemplo, já anunciaram aposentadoria da seleção.

"Nossa equipe não perdeu o ouro, ela ganhou a prata. Isso é um grande sucesso, pelo qual é preciso parabenizá-los", escreveu Löw.

RPR/ots

Leia mais