Brasileiros levam opções de aventura e ecoturismo à feira de turismo de Berlim | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 10.03.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Brasileiros levam opções de aventura e ecoturismo à feira de turismo de Berlim

Pavilhão do Brasil na ITB ressalta as cidades da Copa do Mundo de 2014 e seus arredores. Após aumento de receita em 11% em 2010, setor quer ultrapassar os 7 milhões de turistas estrangeiros durante o Mundial.

default

Pavilhão brasileiro na ITB

É com espírito de Copa do Mundo que o Brasil expõe na ITB, maior feira mundial de turismo, que ocorre até este domingo (13/03) em Berlim. São 55 expositores e um espaço de quase 750 metros, com destaque especial para as 12 cidades-sedes da Copa de 2014. Elas são exibidas em grandes painéis no pavilhão brasileiro, onde dominam a cor branca e as curvas da arquitetura de Oscar Niemeyer. A ideia principal é mostrar que o Brasil é muito mais que futebol e carnaval.

"Uma questão estratégica importante é exibir essa riqueza que temos em nossos destinos. Temos a cultura local, os eventos da cultura brasileira. Não só o chamado destino de sol e praia", ressalta o presidente da Embratur, Mário Moysés.

Por isso, o Brasil também destaca nesta ITB (sigla em alemão para "bolsa de turismo internacional") novas rotas de turismo ecológico, muitas delas nos arredores das sedes da Copa, complementando as opções das cidades onde vão acontecer os jogos do Mundial.

Rota une três estados

Berlin ITB Brasilien

Curvas e cor branca predominam no espaço brasileiro

Uma das novidades apresentadas este ano é a Rota das Emoções, unindo num só roteiro destinos de natureza exuberante de três estados, como Jericoacoara, no Ceará, o Delta do Parnaíba, no Piauí, e os Lençóis Maranhenses.

O projeto consiste em trechos off-road, com gosto de aventura, que podem ser percorridos com ajuda de mais de 20 agentes de turismo locais. "Queremos mostrar esse produto aos operadores alemães para que eles o conheçam e levem ao público final", afirma Karin Goidanich, consultora do projeto. A região é mais visitada por turistas domésticos, que representam 60% dos visitantes.

No entanto, há provavelmente um número considerável de estrangeiros que gostaria de visitar a região. Prova disso é a quantidade de acessos do exterior à página do roteiro. "O site da nossa rota é mais visitado por estrangeiros do que por brasileiros", diz Goidanich.

O circuito pode ser iniciado em Fortaleza, por exemplo, uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. "Queremos mostrar aos europeus algo diferente do tradicional triângulo Rio-Salvador-Foz do Iguaçu", observa Rogéria Penido, diretora comercial de uma agência que oferece o roteiro na capital cearense.

Aventura segura

Berlin ITB Brasilien

Rio é um dos destaques

Outro programa unindo ecologia e esportes radicais também apresentado em Berlim é o Aventura Segura, criado através de uma parceria entre o Ministério do Turismo (Mtur), o Sebrae Nacional e a Associação Brasileira do Turismo de Aventura (Abeta).

O programa consiste em uma ampla série de medidas para estimular o segmento de aventura como uma atividade segura em diversas regiões brasileiras, com criação de roteiros e treinamento de pessoal qualificado, seguindo exigentes normas de segurança.

O projeto, criado há alguns anos, é tema de apresentações para agentes de viagens em Berlim. "O programa vem amadurecendo e este segmento já passa agora por uma expansão", sublinha o presidente da Embratur, Mário Moysés.

O país vem aumentando sua receita originada de turistas estrangeiros. Segundo números da Organização Mundial do Turismo (OMT), o Brasil teve um crescimento de receita em 2010 correspondente a quase o dobro que a média internacional. A receita com turistas estrangeiros foi de cerca de 5,9 bilhões de dólares em 2010, o que representou um aumento de mais de 11% em relação ao ano anterior.

Dividendos de grandes eventos já aparecem

Berlin ITB Brasilien

Moysés diz que turismo no Rio cresceu após anúncio de que Olimpíadas de 2016 serão na cidade

"Em 2010 tivemos 5,1 milhões de visitantes estrangeiros", lembra Moysés. "Queremos receber durante a Copa entre 7 milhões e 7,5 milhões de visitantes e ter um crescimento sustentável maior a partir daí", acrescenta.

Moysés assegura ainda que os grandes eventos esportivos já estão contribuindo para aumentar o fluxo de turistas. "Desde o anúncio de que as Olimpíadas de 2016 vão ser no Rio, o turismo aumentou na cidade", afirma. "Verificamos isso a partir da ocupação dos hotéis cariocas desde então", acrescenta o presidente da Embratur.

O ministro brasileiro do Turismo, Pedro Novais, também está em Berlim, representando pela primeira vez o governo brasileiro numa feira internacional. Novais tem agendada reuniões para acertar possíveis cooperações internacionais visando os preparativos para os grandes eventos esportivos internacionais.

"Em encontro com o presidente da OMT, Taleb Rifai, este ofereceu colocar à disposição do Brasil a expertise desenvolvida por equipes da entidade durante a Copa do Mundo da África do Sul", diz Novais. "Estivemos também conversando com representantes do governo da Alemanha para obtermos uma cooperação na área de capacitação de mão-de-obra no turismo", complementa.

Autor: Marcio Damasceno
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais