Brasileiro ganha prêmio The BOBs defendendo consumo responsável | Novidades da ciência para melhorar a qualidade de vida | DW | 22.06.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Brasileiro ganha prêmio The BOBs defendendo consumo responsável

Blogueiro brasileiro Bruno Rezende ganhou Prêmio Especial Mudanças Climáticas do The BOBs, concurso internacional de blogs da Deutsche Welle. Seu blog teve início em 2009, mas o interesse pela natureza vem desde criança.

default

Blog de Rezende começou no Pico das Agulhas Negras

Em 2010, o Prêmio Especial Mudanças Climáticas do concurso internacional de blogs da Deutsche Welle, The BOBs, foi para o blogueiro e publicitário brasileiro Bruno Rezende. Em seu blog Coluna Zero, Rezende publica conteúdos próprios, que abordam temas como consumo responsável e incluem vídeos que ele e seu grupo de amigos fazem em viagens pelo Brasil.

As mudanças climáticas também são o tema do Global Media Forum, que a Deutsche Welle organiza de 21 a 23 de junho em Bonn. Nesta terça-feira (22/6), Rezende recebe a premiação na antiga capital alemã.

"Ecoturismo, meio ambiente, informação e um pouco de cachaça" é o lema do blog do publicitário de 28 anos, natural de Barra Mansa, cidade do estado do Rio de Janeiro. Assim como o interesse do blogueiro por questões ambientais, Coluna Zero começou com uma viagem pela natureza, escalando o Pico das Agulhas Negras com amigos.

"Como somos todos daqui, uma bela sexta-feira um deles me ligou: 'Ah, vamos dar um pulo em Itatiaia para escalar o pico'. Eu nunca tinha ido, e tinha um sonho de ir. E resolvi levar minha filmadora para fotogravar. Gravei, editei e botei na internet o vídeo, eu não tinha o blog ainda. E todo mundo gostou", explicou Bruno à Deutsche Welle.

Seguiram-se novas viagens a São Tomé das Letras e a Salesópolis, no interior de São Paulo, onde Rezende filmou a pureza das nascentes do rio Tietê. O blogueiro decidiu então centralizar os vídeos em um só blog. Nasceu aí o Coluna Zero. Já o nome é bem mais prosaico: surgiu das dores lombares que afligem o grupo de amigos após suas escaladas.

Bruno Rezende Blog Coluna Zero Logo Flash-Galerie

Blog de Bruno Rezende publica conteúdos próprios

Marketing e meio ambiente

Até aquele momento, Rezende não escrevera nada sobre meio ambiente, a ideia inicial do blog era publicar os vídeos. Então a câmera quebrou. Sem câmera, ele começou a pesquisar e a escrever sobre questões ambientais, mas a escrever de outra forma. Realizando pesquisas de campo, por exemplo, sobre os preços de sacolas ecológicas nos supermercados do Rio de Janeiro e fazendo uma postagem no blog.

"Eu fui porque fiquei irritado com esse negócio de ecobag, que estão comercializando por aqui, que é uma proposta furada que virou um cunho comercial: estão usando o verde para vender. E aí é que entra também a questão do marketing, foi nesse ponto que eu consegui unir [marketing ao meio ambiente]: pega-se uma desculpa ambiental para vender, para ganhar dinheiro", explicou o blogueiro.

Após trabalhar como diretor de arte em uma agência de propaganda, Rezende estudou Propaganda e Marketing no Rio de Janeiro. Através do blog, ele conseguiu pôr em prática uma ideia antiga: unir o marketing ao meio ambiente abordando questões relativas ao consumo excessivo.

Esse também foi o caso da postagem que colocou em seu blog sobre o carnaval deste ano no Rio de Janeiro. Com exceção das latinhas de cervejas recolhidas pelos catadores para ser vendidas para reciclagem, ninguém recolhia objetos de outros materiais que também são recicláveis, mas que deviam ter pouco valor de mercado, explicou Rezende, apontando para a responsabilidade das grandes empresas de bebidas que patrocinaram o evento.

Reminiscência infantil

Após terminar a faculdade no Rio de Janeiro, em 2008, Rezende voltou para Barra Mansa enquanto procurava emprego. Foi aí que nasceu o Coluna Zero, em 2009. No entanto, ele afirma sempre ter tido uma preocupação com o meio ambiente, de separar o lixo, de atomertar pessoas que jogam lixo no chão. "É o que eles chamam aqui de ecochato", confessa o blogueiro.

E essa preocupação nasceu de uma relação bem próxima com a natureza. Quando era pequeno, nas férias, e seu pai ainda era vivo, Rezende e sua família iam para uma cidadezinha em Minas Gerais "curtir a natureza, mesmo": ir para o mato, tomar banho de cachoeira, fazer trilha, andando pelo matagal de Minas.

"Eu ficava aqui o ano todo em Barra Mansa esperando chegar o período de férias, que é julho e janeiro, para poder ir a Minas, para ficar nesse contato com a natureza. Então eu tenho esse contato desde criança, gosto, e acabou que, hoje, eu estou com tudo isso acontecendo e acho que minha infância influenciou muito", explicou.

Bruno Rezende Flash-Galerie

Blogueiro quer unir marketing e meio ambiente

Dedo na ferida

Como publicitário, no entanto, Rezende vive um drama, já que coloca o dedo na ferida de muita gente. Muitos profissionais afirmam que o que ele está fazendo não vai levá-lo a lugar algum. Por outro lado, o blogueiro diz identificar uma tendência em trabalhar de forma sustentável.

Atualmente, Rezende trabalha como free-lancer, fazendo direção de arte, mas espera conseguir uma forma de arranjar dinheiro como publicitário. Por enquanto, o seu trabalho é o blog, que não lhe dá nenhum retorno financeiro. Ele afirma ser possível anunciar, em seu blog, produtos ou serviços em que ele realmente acredite, mas que isso ainda não aconteceu.

Rezende explicou que "até agora, só tem muita coisa de querer usar o verde para vender, isso tem aparecido a rodo. Agora, se puder ficar do jeito que está, sem anunciante, e eu ganhando dinheiro de outra forma, está ótimo, porque eu mantenho a proposta do blog."

Reconhecimento internacional

E sua proposta não é noticiar o fato. A ideia do blog é informar, tentar debater várias questões, abordar vários pontos de vista de um determinado tema, através da interatividade que um blog permite, explicou Rezende.

Para o futuro, o blogueiro afirma estar bastante otimista por ter seu trabalho reconhecido e espera continuar com seu blog do jeito que ele está. E "ele está cada vez ficando melhor", disse. "E eu estou muito otimista que eu consiga me estabelecer financeiramente para tentar esse paralelo entre ganhar dinheiro e manter o blog, desde que uma coisa não afete a outra."

O publicitário disse ainda que sua vontade é continuar com os vídeos, continuar escrevendo, mas manter a ideia inicial do blog que são os vídeos, o que não é caro, mas precisa de um investimento, porque o mais caro é a viagem. "Quem sabe uma companhia de turismo não resolva patrocinar, uma companhia de turismo ecológico", sugeriu Rezende.

Quanto ao prêmio que recebeu do The BOBs, o blogueiro afirmou que ele lhe ajudou infinitamente: "por ser reconhecido por um prêmio internacional, ainda mais um prêmio concedido na Europa, que todo mundo respeita, porque não se trata de um prêmio político. E estou muito agradecido por isso".

Autor: Carlos Albuquerque

Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais