1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Pronto-socorro em Hospital em Porto Alegre com várias macas e profissionais de saúde. Média móvel de casos, que avalia os últimos sete dias, atingiu marca recorde pelo décimo dia consecutivo, com 168.514 infecções
Média móvel de casos, que avalia os últimos sete dias, atingiu marca recorde pelo décimo dia consecutivo, com 168.514 infecçõesFoto: Silvio Avila/AFP

Brasil tem recorde de casos de covid pelo 2º dia consecutivo

27 de janeiro de 2022

País registra mais de 228 mil infecções e 672 mortes em 24 horas. Total de óbitos já é de mais de 625 mil, segundo dados oficiais. Média móvel de casos é superada pelo décimo dia seguido.

https://www.dw.com/pt-br/brasil-tem-recorde-de-casos-de-covid-pelo-2%C2%BA-dia-consecutivo/a-60584311

O Brasil superou pelo segundo dia consecutivo o recorde nacional na contagem diária de casos de covid-19 nesta quinta-feira (27/01), com 228.954 novas infecções, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass).

O recorde anterior, registrado nesta quarta-feira, era de 224.567 casos. Com os dados das últimas 24 horas, o total de casos registrados no país chega a 24.764.838.

Também foram registradas oficialmente 672 mortes atribuídas à doença, um aumento significativo em relação ao dia anterior, quando foram contabilizados 570 óbitos, o que eleva o total de vítimas do coronavírus para 625.085.

Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.

A média móvel de casos, que avalia os últimos sete dias, atingiu marca recorde pelo décimo dia consecutivo, com 168.514 infecções. A média móvel de óbitos aumentou para 411.

Já a taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes está em 297,5 no Brasil, a 14ª mais alta do mundo, atrás de alguns pequenos países europeus e do Peru.

Em números absolutos, o Brasil é o segundo país do mundo com mais mortes, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 877,6 mil óbitos, mas têm população bem maior. É ainda o terceiro país com mais casos confirmados, depois de EUA (73,2 milhões) e Índia (40,3 milhões).

Ao todo, mais de 364,9 milhões de pessoas contraíram oficialmente o coronavírus no mundo, e foram notificadas 5,63 milhões de mortes associadas à doença, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

rc/as (ots)