Brasil tem novo recorde, com 3.869 mortes por covid-19 em 24h | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 31.03.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coronavírus

Brasil tem novo recorde, com 3.869 mortes por covid-19 em 24h

País também contabilizou mais de 90 mil novos casos nesta quarta-feira. Total de mortes passa de 321 mil.

Pessoas com roupas especiais de proteção, luvas e máscaras. Quatro delas carregam um caixão. Outras quatro estão ao lado de uma cova recém aberta. Há coroas de flores

Em São Paulo, devido ao grande número de mortos, enterros também estão sendo realizados à noite

O Brasil registrou nesta quarta-feira (31/03) o segundo dia consecutivo de recorde de mortes por covid-19. Em apenas 24 horas, foram contabilizadas 3.869 mortes associadas à doença, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass).

Também foram identificados 90.638 novos casos da doença. Com isso, o total oficial de infecções no país subiu para 12.748.747, enquanto os óbitos chegam a 321.515.

Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.

O Conass não divulga número de recuperados. Segundo o Ministério da Saúde, 11.074.483 pacientes haviam se recuperado até terça-feira.

A taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes subiu para 153 no Brasil.

Em números absolutos, o Brasil é o segundo país do mundo com mais infecções e mortes, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 30,4 milhões de casos e mais de 551 mil óbitos.

Ao todo, mais de 128,6 milhões de pessoas já contraíram oficialmente o coronavírus no mundo, e 2,8 milhões de pacientes morreram.

le (ots)