1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Funcionários enterram caixão em cemitério no Rio
Foto: Reuters/R. Moraes

Brasil tem mais 762 mortes por covid-19

24 de dezembro de 2020

País se aproxima agora de 190 mil óbitos causados pelo coronavírus. Autoridades registram ainda mais de 58 mil casos em 24 horas, e total de infectados chega a 7,42 milhões.

https://www.dw.com/pt-br/brasil-tem-mais-762-mortes-por-covid-19/a-56055321

O Brasil registrou oficialmente 58.428 casos confirmados de covid-19 e 762 mortes ligadas à doença nesta quinta-feira (24/12), segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde.

Com isso, o total de infectados no país subiu para 7.423.945, enquanto os óbitos chegam agora a 189.982. Ao todo, 6.448.740 pacientes se recuperaram da doença, segundo o ministério. O Conass não divulga número de recuperados.

Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação. As cifras também costumam ser mais baixas nos fins de semana e feriados, já que equipes responsáveis pela notificação trabalham em escala reduzida.

Os números desta quinta-feira ainda não incluem os dados do Espírito Santo, que foram mantidos os da véspera devido a problemas técnicos no acesso às bases de dados dos sistemas de informação.

São Paulo é o estado mais atingido pela epidemia no país, com 1.418.491 casos e 45.758 mortes. Os números são tão altos que se o estado sozinho fosse um país, seria o 13º com mais infectados e o 11º com mais óbitos por covid-19 em todo o mundo.

Minas Gerais é o segundo estado com maior número de casos, somando 516.188, seguido de Bahia (479.553), Santa Catarina (475.200), Rio Grande do Sul (426.531) e Rio de Janeiro (418.543).

Já em número de mortos, o Rio é o segundo estado com mais vítimas, somando 24.827. Em seguida vêm Minas Gerais (11.475), Ceará (9.952), Pernambuco (9.523) e Bahia (8.924).

A taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes subiu para 90,4 no Brasil, a 17ª mais alta do mundo, quando desconsiderados os países nanicos San Marino e Andorra.

Em números absolutos, o Brasil é o terceiro país do mundo com mais infecções, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 18,5 milhões de casos, e da Índia, com 10,1 milhões. Mas é o segundo em número de mortos, já que mais de 328 mil pessoas morreram nos EUA.

A Índia, que chegou a impor uma das maiores quarentenas do mundo no início da pandemia e depois flexibilizou as restrições, é a terceira nação com mais mortos, somando mais de 146 mil.

Ao todo, mais de 79 milhões de pessoas já contraíram o coronavírus no mundo, e 1,73 milhão de pacientes morreram em decorrência da doença.

EK/ots