Brasil tem 23 mil novos casos de covid-19 | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 09.08.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coronavírus

Brasil tem 23 mil novos casos de covid-19

Mais 572 óbitos foram registrados nas últimas 24 horas, elevando total para 101.049. Casos da doença passam de 3 milhões. Segundo o Ministério da Saúde, 2.118.460 pacientes se recuperaram.

Brasil registra mais 23.010 casos confirmados de covid-19 e 1.079 mortes em 24 horas

Brasil registra mais 23.010 casos confirmados de covid-19 e 1.079 mortes em 24 horas

O Brasil registrou mais 23.010 casos confirmados de covid-19 e 1.079 mortes em 24 horas, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde divulgados neste domingo (09/08). O balanço eleva o total de infecções para 3.035.422 e o total de óbitos para 101.049.

Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação. Além disso, é normal que os dados divulgados durante o fim de semana sejam mais baixos em consequência de falhas nas contagens em estados e municípios.

O Ministério da Saúde informou que, até este domingo, 2.118.460 pacientes se recuperaram da doença, e 815.913 estavam em acompanhamento. O Conass não informa número de recuperados.

São Paulo é o estado brasileiro mais atingido pela epidemia, com 627.126 casos e 25.114 mortes. O número de infectados no território paulista supera os registrados na maioria dos países do mundo.

A Bahia é o segundo estado brasileiro com maior número de casos, somando 193.029, e o sexto em número de mortos, com 3.953 vítimas. Já o Ceará tem 188.542 infecções e 7.954 óbitos, o que o coloca atrás do Rio de Janeiro (com 178.859 infecções e 14.080 óbitos) como o terceiro estado com mais mortes.

Além São Paulo, Bahia, Ceará e Rio de Janeiro, outros seis estados e o Distrito Federal registraram mais de 100 mil casos. São eles: Pará, Minas Gerais, Maranhão, Amazonas, Pernambuco e Santa Catarina.

Segundo o Conass, a taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes é atualmente de 48,1 no Brasil. Apesar de estar subindo nas últimas semanas, a cifra ainda é menor do que a registrada em nações europeias duramente atingidas, como o Reino Unido (70,16), a Bélgica (86,41) e a Espanha (61).

Em números absolutos, o Brasil é o segundo país do mundo com mais infecções e mortes por coronavírus, atrás apenas dos Estados Unidos, que já acumulam mais de 5 milhões de casos e mais de 162 mil óbitos. Atrás de EUA e Brasil, os países mais atingidos são Índia (2,1 milhões de casos), Rússia (885 mil) e África do Sul (559 mil).

Ao todo, mais de 728 mil pessoas morreram em decorrência do vírus no planeta. Depois de EUA e Brasil, os maiores números absolutos de mortes se concentram no México (52 mil), Reino Unido (46,6 mil), e na Índia (43,3 mil).

RC/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Facebook Messenger | Twitter
YouTube | App | Instagram | Newsletter

Leia mais