1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) contabiliza 10.341 infecções
Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) contabiliza 10.341 infecções Foto: Getty Images/A. Anholete

Mais de 10 mil casos de covid-19 entre indígenas

3 de julho de 2020

Total divulgado pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil é superior ao do governo federal por incluir indígenas que vivem em áreas urbanas e rurais. Entidade contabiliza 408 mortes.

https://www.dw.com/pt-br/brasil-tem-103-mil-casos-de-covid-19-entre-ind%C3%ADgenas-diz-entidade/a-54034361

O número de casos confirmados de covid-19 entre indígenas divulgado pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) superou a contagem do governo federal. Segundo a entidade, são 10.341 infecções até esta quinta-feira (02/07), ante as 7.198 mil contabilizadas pela Secretaria de Saúde Indígena (Sesai), do Ministério da Saúde.

A diferença entre as duas contagens ocorre, segundo a Apib, pelo fato de a Sesai não registrar e não prestar atendimento aos indígenas que vivem em territórios tradicionais em áreas urbanas e rurais. A entidade indígena afirma que o número de povos afetados pela doença é de 121.

Também é grande o contraste entre os números de óbitos entre os indígenas divulgados pela entidade e pela secretaria. A Apib relata 408 mortes de indígenas pelo novo coronavírus, enquanto o total divulgado no portal de internet do órgão do governo é de apenas 166.

O governo federal afirmou que a Sesai monitora 750 mil pessoas da população de 1 milhão de indígenas no país, dos quais 250 mil vivem em áreas urbanas. A Apib, porém, afirma que a secretaria contabiliza somente casos em terras indígenas homologadas.

A compilação dos dados da Apib é realizada pelo Comitê Nacional de Vida e Memória Indígena e por organizações de base da entidade, além de outros grupos que colaboram com a iniciativa.

Segundo a entidade, a coleta dos dados é independente e centralizada e inclui também os dados da Sesai e das secretarias municipais e estaduais de Saúde.

A Fundação Nacional do Índio (Funai) afirmou no início de junho que investiu R$ 20,7 milhões em recursos emergenciais e ações de combate à doença, que incluem a entrega de cestas básicas e a implementação de barreiras sanitárias contra a entrada em terras indígenas.

RC/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter