1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Foto mostrar muitos túmulos, São várias cruzes azuis, com muitas coroas de flores.
A taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes no Brasil subiu para 192,1Foto: Michael Dantes/AFP/Getty Images

Brasil registra mais 2.595 mortes por covid-19 em 24 horas

30 de abril de 2021

País também contabilizou 68.333 novos casos. Total de óbitos já ultrapassa 403 mil e infecções superam 14,6 milhões. Por problemas técnicos, os números desta sexta-feira não incluem os dados do Ceará.

https://www.dw.com/pt-br/brasil-registra-mais-2595-mortes-por-covid-19-em-24-horas/a-57395019

O Brasil registrou oficialmente 2.595 mortes ligadas à covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) nesta sexta-feira (30/04). 

Também foram confirmados 68.333 novos casos da doença. Com isso, o total de infecções no país chega a 14.659.011, e os óbitos somam agora 403.781. Por problemas técnicos, os números não incluem os dados do Ceará. 

Diversas autoridades e instituições de saúde alertam, contudo, que os números reais devem ser ainda maiores, em razão da falta de testagem em larga escala e da subnotificação.

O Conass não divulga número de recuperados. Segundo o Ministério da Saúde, 13.152.118 pacientes se recuperaram da doença até esta quinta-feira.

A taxa de mortalidade por grupo de 100 mil habitantes no Brasil subiu para 192,1 a 14ª mais alta do mundo, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins.

Em números absolutos, o Brasil é o terceiro país do mundo com mais infecções, atrás apenas dos Estados Unidos, que somam mais de 32,3 milhões de casos, e da Índia, com 18,7 milhões de pessoas infectadas. É também o segundo em número absoluto de mortos, já que mais de 575 mil pessoas morreram nos EUA.

Ao todo, mais de 150,8 milhões de pessoas já contraíram oficialmente o coronavírus no mundo, e mais de 3,1 milhões de pacientes morreram em decorrência da doença.

le (ots)