Brasil bate Austrália por 1 a 0 e mantém escrita de vencer na estreia | Fique informado sobre tudo o que acontece na Copa do Mundo | DW | 29.06.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Brasil bate Austrália por 1 a 0 e mantém escrita de vencer na estreia

Com gol de Rosana, Brasil derrota a Austrália em sua primeira partida da Copa do Mundo de 2011. Mas australianas deram trabalho para Marta e companheiras.

default

Rosana (e) e Marta celebram o único gol da partida

O Brasil começou com vitória a luta pelo primeiro grande título internacional no futebol feminino. A seleção liderada por Marta derrotou a Austrália por 1 a 0 em Mönchengladbach, nesta quarta-feira (29/06), na estreia das duas equipes na Copa do Mundo de 2011, disputada na Alemanha.

O único gol da partida foi anotado pela meia Rosana, no início do segundo tempo, após uma jogada de Cristiane, que se livrou de duas adversárias. Com o resultado, o Brasil manteve a escrita de sempre vencer na estreia em mundiais femininos.

Com três pontos, o Brasil lidera o grupo D ao lado da Noruega, que derrotou a Guiné Equatorial também pelo placar de 1 a 0. As guineenses e as australianas dividem a terceira colocação, sem somar pontos. Brasil e Noruega irão se enfrentar no dia 3 de julho, em Wolfsburg.

Apesar da vitória, o Brasil penou para se impor diante de um adversário que não se intimidou frente ao favoritismo brasileiro e apresentou um futebol de qualidade. As australianas tomaram a iniciativa nos primeiros minutos de jogo e chegaram a dominar a partida na primeira metade da etapa inicial. A superioridade brasileira apareceu no segundo tempo, quando a equipe criou várias oportunidades de gol.

Após o jogo, Marta reconheceu que a partida foi difícil para a seleção brasileira. "Nós já esperávamos que esse Mundial fosse ser muito equilibrado", declarou à emissora alemã ZDF.

Rosana (C) of Brazil in action during the Group D match Brazil against Australia of FIFA Women's World Cup soccer tournament at the Borussia Park Stadium in Moenchengladbach, Germany, 29 June 2011. Photo: Marius Becker dpa/lnw

Rosana, a autora do único gol, cercada por australianas

O jogo

O segundo duelo do grupo D começou com mais oportunidades para as australianas, que tomaram a iniciativa. As brasileiras pareciam não preparadas para o ímpeto das adversárias e erravam muitos passes, além de falhar na marcação.

O Brasil teve sua primeira oportunidade aos 8min, quando Rosana cabeceou para o gol e a bola raspou no travessão.

Mas o melhor lance da seleção brasileira no primeiro tempo aconteceu aos 25min, quando Marta cruzou da esquerda para Cristiane, que escorregou na hora de chutar. A bola ainda sobrou para Rosana, que, dentro da pequena área e livre de marcação, chutou por cima do gol.

Aos 36min, nova chance para o Brasil: Cristiane, dentro da área, recebeu um passe da esquerda e chutou para fora, desperdiçando mais uma clara oportunidade de gol.

O primeiro tempo terminou empatado, um resultado que refletiu o equilíbrio da partida.

Formiga disputa a bola com Elise: Austrália deu trabalho para as meninas do Brasil

Formiga disputa a bola com Elise: Austrália deu trabalho para as meninas do Brasil

O segundo tempo começou com o Brasil fazendo pressão sobre as australianas, e o resultado logo veio. Aos 9min, Rosana recebeu a bola na entrada da área, driblou a adversária e chutou com força, de esquerda, para o gol. A goleira australiana não teve chance de impedir o primeiro gol da partida.

O Brasil teve uma boa oportunidade de ampliar o placar aos 21min, quando Marta aproveitou um rebote da goleira e chutou com força, mas a bola desviou na defesa.

Na segunda metade da etapa final, as oportunidades de gol começaram a rarear. A Austrália teve uma aos 35min, num cruzamento de Butt para a área, que Shippard não soube aproveitar. Aos 41min, outra grande oportunidade: De Vanna recebe um cruzamento de longa distância e tenta encobrir a goleira Andreia, mas a bola passa por cima do gol.

O equilíbrio da partida voltou a ficar evidente no último lance do jogo, quando a Austrália quase chegou ao empate numa cobrança de escanteio.

Autor: Alexandre Schossler
Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais