Brandemburgo, cidade das águas | Conheça os destinos turísticos mais famosos da Alemanha | DW | 04.10.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Brandemburgo, cidade das águas

A milenar cidade de Brandemburgo, no leste da Alemanha, fica no estado ao qual empresta o nome. O charme da "pequena Veneza" deve-se aos inúmeros lagos e ao rio Havel.

default

Ruínas da igreja de São João, destruída em 1945, ficam no local onde o Havel divide a cidade em nova e antiga

Comparar a cidade alemã de Brandemburgo à italiana Veneza é, sem dúvida, um exagero. A semelhança deve-se à grande quantidade de água que cerca as duas cidades, com a "pequena" vantagem de rio e lagos em Brandemburgo serem tão limpos que convidam para o banho.

Localizada a 70 quilômetros de Berlim, a cidade que deu origem ao nome do estado de Brandemburgo, no leste da Alemanha, é banhada pelo rio Havel e por vários lagos, entre os quais o Beetzsee.

A paisagem lacustre e fluvial convida à prática de esportes e lazer. No inverno, pode-se patinar sobre os lagos congelados ou deslizar de trenó na neve. No verão, além de passeios de canoa ou barco à vela, podem-se praticar muitos tipos de esportes aquáticos, como velejar, andar de lancha, remar, pescar e nadar. Os campos e os bosques verdes, por seu lado, prestam-se a caminhadas e passeios de bicicleta.

Esporte no verão e no inverno

A cidade é dividida em três pelas águas: a cidade antiga, a cidade nova e a ilha da catedral. As duas torres dos portões, remanescentes da construção do muro, assim como o muro da cidade, relembram os antigos fortes góticos da cidade.

A igreja de Santa Catarina, construída em 1401 na cidade nova, é um exemplo de arquitetura gótica em tijolos. Outra atração arquitetônica é a igreja de São Gotardo, na cidade velha, também construída com tijolos alguns anos depois.

Igrejas e jardins

Kloster St. Pauli in Brandenburg Havel

Mosteiro medieval de São Paulo

Na ilha da catedral, o centro histórico da cidade, fica a catedral de São Pedro e Paulo, que é a mais antiga construção preservada em Brandemburgo. Ela começou a ser construída em 1165, inicialmente em estilo românico, para ser finalizada em estilo gótico.

Os rios e lagos sempre desempenharam um papel importante na história da cidade, que foi citada pela primeira vez num documento do bispado de Brandemburgo no ano de 948.

Vale a pena também visitar o complexo de minijardins e hortas (Schrebergarten) na cidade. Flores e gramados cuidados com a tradicional minúcia alemã servem de colírio aos olhos do visitante.

Durante o verão, os grupos de teatro deixam seus palcos tradicionais nas casas de espetáculos para se apresentarem diante de bastidores históricos, como o da catedral ou do jardim do museu.

Uma vez por ano, a cidade é tomada pelos amantes do jazz. Milhares de músicos e seus fãs tomam conta da rua Steinstrasse, no centro histórico.

Cidade de contrastes

Lado a lado com a espetacular arquitetura da Idade Média, a cidade é também um importante centro industrial. Além do Museu da Indústria, algumas empresas ainda testemunham mais de 150 anos de história da indústria.A tradicional indústria de moagem deixou símbolos por toda a parte. Mesmo na ilha da catedral ainda existem prédios de moinhos. Também a metalurgia tem representantes importantes na cidade, sejam fabricantes de brinquedos, bicicletas, motocicletas ou de autopeças. (rw)

Leia mais