Barbie faz 50 anos | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 09.03.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Barbie faz 50 anos

A maior estrela das bonecas comemora 50 anos de vida e enfrenta crise da meia-idade, devido à redução de vendas. Inspirada em uma personagem de cartoon alemão, a Barbie foi a primeira boneca com feições de mulher.

default

Quem é a verdadeira Barbie? Modelo representa boneca mais famosa do mundo

Aos 50 anos de idade, Barbara Millicent Roberts, a Barbie, é uma mulher de várias facetas: aeromoça, médica, atriz e até mesmo primeira-ministra. De um simples brinquedo ela tornou-se um artigo de luxo, seja encostada no quarto de uma criança ou nas estantes de colecionadores.

Em 9 de março de 1959, a boneca mais famosa do mundo foi apresentada pela primeira vez ao público em uma feira de brinquedos de Nova York. Dois anos depois, a Barbie ganhou um namorado, o Ken, que também corresponde a padrões ideais de beleza. Ela tem pernas longas, lábios finos, cintura de pilão; ele é musculoso, loiro e bronzeado.

Falta de credibilidade

Die erste Barbie aus dem Jahr 1959

Primeira Barbie foi apresentada em 1959 em feira de brinquedos

Inicialmente, os comerciantes não sabiam se a primeira boneca adolescente com seios e medidas perfeitas seria o sonho de muitas meninas. Porém, em poucos meses, a Barbie mostrou que veio para ficar e tornou-se sensação entre crianças de todo o mundo. 

"Nove em cada dez meninas possuem uma boneca Barbie", declarou nesta segunda-feira (09/03) a Mattel, fabricante da boneca. Desde sua criação, a Barbie já teve mais de 100 profissões, cerca de 50 mil visuais e inúmeros acessórios, como uma balança que marcava sempre 50 kg e um livro de dietas que dizia "Não coma nada!".

Acessórios um tanto esquisitos para uma boneca que foi criada para que as meninas pudessem sonhar com o futuro, segundo informa o site oficial da Barbie. De acordo com o site, sua criadora, Ruth Handler, co-fundadora da Mattel, teve a ideia de criar a boneca ao ver sua filha, Barbara, brincar com bonecas de papel e imaginar o que elas fariam quando fossem adultas.

Crise da meia-idade

Apesar de todo glamour, a Barbie está passando pela tão famosa crise da meia-idade, pois as vendas estão cada vez menores. No natal de 2008, as vendas da Mattel diminuíram 46%, chegando a 176 milhões de dólares. Um dos motivos da queda são as novas concorrentes, as bonecas Bratz, fabricadas pela MGM Entertainment.

Assim como a Barbie, as Bratz também têm um corpo irreal. No entanto, os traços finos e delicados do rosto da Barbie deram lugar a lábios carnudos e rostos mais redondos. Além disso, pode-se dizer que as jovens bonecas têm um olhar e uma aparência mais sensual que a própria Barbie.

BdT Spielwarenmesse Angela Merkel Barbie

Angela Merkel também ganhou sua versão como Barbie

Temendo o declínio no império das bonecas, a Mattel entrou na Justiça para impedir a distribuição das Bratz. A empresa alegou que o designer da MGM Entertainment havia criado a boneca enquanto estava sob contrato com a Mattel.

Esta não foi a primeira vez que a empresa encarou tribunais em defesa da Barbie. Há alguns anos, a Mattel tentou processar o artista Tom Forsythe, a fim de proibir sua instalação Food Chain Barbie, que mostra a boneca nua em vários lugares inusitados, como dentro de um liquidificador e em cima de um cacto.

O resultado foi mais um prejuízo para a empresa, que teve de pagar 2,1 milhões de dólares para cobrir as despesas judiciárias. Enquanto isso, foi decidido que Forsythe poderia tratar as Barbies da maneira que quisesse.

Embora esteja em baixa, a Barbie ainda tenta manter as aparências de uma vida bem sucedida. Em blog criado pela Mattel, ela se diz superanimada com sua festa de aniversário na praia de Malibu. Em inglês típico entre as garotas californianas, ela pergunta: "Só resta uma dúvida... o que uma boneca deve usar?"

A Barbie é mesmo um modelo?

No início da década de 1990, a Barbie finalmente ganhou uma voz. Gravada em memória eletrônica, a primeira frase da boneca falante foi "Matemática é difícil". Depois de vários protestos de mulheres acadêmicas, a Mattel decidiu substituir a fala antiga por "Vamos fazer compras!".

Puppe Bild Lilli aus Deutschland 1955

Boneca alemã Lilli inspirou a criação da Barbie

Suas medidas esqueléticas também já foram objeto de estudo de vários cientistas em todo o mundo. Na Austrália, pesquisadores alegaram que a probabilidade de alguém ter uma estrutura corporal como a da Barbie é de 1 em 100 mil. Já dois pesquisadores finlandeses concluíram que a boneca não teria gordura suficiente para menstruar.

Em pesquisa divulgada em 2006 pela Universidade de Sussex, na Inglaterra, cientistas declararam que as bonecas poderiam desencadear distúrbios alimentares em garotas de seis anos. Segundo eles, depois de verem imagens de Barbies, as meninas se diziam infelizes com seu corpo e queriam emagrecer.

Origem alemã

O ideal pode ter sido americano, mas a modelo que deu origem à Barbie é alemã. Segundo a imprensa da Alemanha, a Barbie foi inspirada em Lilli, protagonista da charge Bild-Lilli, de Reinhard Beuthien, publicada no início da década de 1950 no jornal Bild. Com o sucesso da charge, a personagem foi transformada em boneca em 1955 pela O&M Hausser, que fabricou 130 mil exemplares.

Em viagem à Europa em 1958, Ruth Handler comprou uma Lilli para sua filha e criou a sua irmã, que de fato fez mais sucesso que a primogênita. De acordo com o site alemão Spiegel Online, no primeiro ano da Barbie, foram vendidos 350 mil exemplares. Em 1964, a Mattel também comprou os direitos de fabricação da boneca Lilli.

Autora: Júlia Neves

Revisão: Simone Lopes

Leia mais