1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Massacre a tiros na província de Nova Escócia, no leste do Canadá, deixa ao menos dez mortos
Massacre a tiros na província de Nova Escócia, no leste do Canadá, deixa ao menos dez mortosFoto: picture-alliance/AP Photo/The Canadian Press/T. Krochak
Criminalidade

Atirador deixa vários mortos no Canadá

20 de abril de 2020

Homem de 51 anos, que teria agido sozinho, promove massacre na província do leste canadense antes de ser morto por policiais. Primeiro-ministro Justin Trudeau lamenta a tragédia.

https://www.dw.com/pt-br/atirador-deixa-v%C3%A1rios-mortos-em-nova-esc%C3%B3cia-no-canad%C3%A1/a-53183222

Um homem de 51 anos realizou um massacre a tiros neste domingo (19/04) na província de Nova Escócia, no leste do Canadá, deixando ao menos 16 mortos, segundo informações da polícia canadense. Uma das vítimas era uma policial. 

O atirador foi morto a tiros pela polícia após uma perseguição de 12 horas que terminou na manhã de domingo. A polícia disse que ele estava foragido desde a noite de sábado, quando as autoridades foram alertadas sobre tiros disparados na cidade de Portapique, a 100 quilômetros de Halifax. 

"Acreditamos ser uma única pessoa responsável por todos os assassinatos e que ele se deslocou sozinho pela parte norte da província e cometeu o que parece ser vários homicídios", informou o chefe de polícia Chris Leather.

"Este é um dos atos de violência mais insensatos na história da nossa província", disse o governador Stephen McNeil.

"Meus sentimentos estão com todas as pessoas afetadas por essa terrível situação", lamentou o primeiro-ministro da país, Justin Trudeau.

Além da policial morta, um policial ficou ferido e foi hospitalizado. Segundo a mídia local, outra vítima seria uma professora do ensino fundamental. Várias vítimas foram encontradas dentro e fora de uma casa em Portapique. 

A violência armada é bem menos frequente no Canadá do que nos vizinhos Estados Unidos, e há um controle mais rígido sobre armas. O incidente deste fim de semana foi o pior já registrado no país, superando o número de mortes de um ataque em 1989, quando um atirador matou 14 alunas da Escola Politécnica de Montreal. 

RC/afp/ap

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter