Alerta de bomba em shopping de Bruxelas | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 21.06.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alerta de bomba em shopping de Bruxelas

Ligação de suspeito desencadeia alerta de bomba na capital belga. Jovem detido portava cinto explosivo falso. Polícia patrulha região e descarta ameaça.

Assistir ao vídeo 01:10
Ao vivo agora
01:10 min

Suspeito teria problemas mentais

A polícia belga deteve nesta terça-feira (21/06) um suspeito após um alerta de bomba em um shopping em Bruxelas. Promotores da capital da Bélgica afirmaram que não foram encontrados explosivos no local.

Segundo as autoridades, o suspeito portava um cinto com explosivos falso, preenchido com sal e biscoitos. Ele foi identificado apenas com J.B., nascido em 1990.

"J.B. é conhecido da polícia também devido a problemas mentais", disse uma porta-voz da promotoria, acrescentando que as autoridades investigam possíveis conexões do suspeito com milícias extremistas. "Preferimos a hipótese de um ataque de brincadeira, mas ainda é muito cedo para dizer", acrescentou a procuradora Rym Kechiche.

Em 2014, J.B. disse a polícia que militantes islâmicos ordenaram que ele fosse a Síria para lutar na guerra civil. A investigação sobre o incidente ainda está em andamento.

A operação policial começou por volta das 5h30 (horário local) depois de a polícia receber uma ligação de um homem dizendo que foi sequestrado e forçado a vestir um cinto com explosivos que seria detonado por controle remoto, próximo ao shopping City 2, um dos principais centros comerciais da capital belga. O incidente desencadeou um alerta de bomba, e uma equipe especializada em explosivos foi enviada para a região.

A polícia isolou área do shopping e bloqueou quase todos os acessos à estação de metrô Rogier, próxima ao local. Apenas uma saída permaneceu aberta, onde soldados revistavam os pertences de passageiros.

Autoridades encontraram também o carro usado pelo suspeito para chegar ao shopping e estão interrogando o proprietário do veículo que levou o J.B. até o local.

O primeiro-ministro belga, Charles Michel, mudou sua agenda nesta manhã e marcou uma reunião com o ministro do Interior, Jan Jambon, para discutir o incidente.

A Bélgica ainda se recupera dos ataques do dia 22 de março no aeroporto de Bruxelas e em uma estação de metrô que deixaram 32 mortos e dezenas de feridos. O incidente desta terça-feira ocorreu poucos dias após a polícia acusar três homens de planejar atentados terroristas depois de uma operação desencadeada com uma suspeita de ameaça durante a Eurocopa.

Desde os ataques de Paris, em novembro, a Bélgica está em nível de alerta três, segundo o qual um ataque é possível e provável.

CN/rtr/ap/afp

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados