Alemanha vai à Copa sem herói do tetra | Fique informado sobre tudo o que acontece na Copa do Mundo | DW | 15.05.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Alemanha vai à Copa sem herói do tetra

Sem Mario Götze, mas com Manuel Neuer, técnico Joachim Löw convoca 27 atletas para os treinamentos preparatórios. Principal surpresa é atacante do Freiburg, medalha de prata no Rio e que nunca jogou pela seleção.

default

Mario Götze celebra seu gol, no segundo tempo da prorrogação no Maracanã, que deu o quarto título mundial à Alemanha

O treinador da seleção alemã, Joachim Löw, divulgou nesta terça-feira (15/05) a lista com 27 atletas que iniciarão os treinamentos preparatórios para a Copa do Mundo. O goleiro e capitão da Nationalelf Manuel Neuer – que não atua desde setembro de 2017 – está entre os convocados. Por outro lado, Mario Götze, o herói do tetracampeonato mundial no Maracanã, está fora.

Dos 27 convocados, 18 atuam no futebol alemão, sendo sete pelo Bayern de Munique. Como comparação: na lista de Tite, apenas três atletas atuam no Brasil. A relação ista provisória inclui somente nove campeões mundiais de 2014 (veja a lista abaixo). Löw terá agora menos de duas semanas de treinamentos para decidir os quatro cortados – dos quais um goleiro – e definir o elenco de 23 atletas para o Mundial na Rússia.

A grande surpresa entre os pré-inscritos para o Mundial é o atacante Nils Petersen, do Freiburg. Apesar de já ter 29 anos, Petersen nunca atuou pela seleção principal da Alemanha, mas esteve presente no elenco que levou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro – Petersen foi o artilheiro com seis gols. O atacante do modesto Freiburg foi também o melhor marcador de cidadania alemã na atual temporada da Bundesliga, com 15 gols – atrás apenas do polonês Robert Lewandowski (29 gols).

Olympia Rio 16 20 08 Fußball Deutschland Brasilien Finale Elfmeterschießen

Nils Petersen, artilheiro dos Jogos Olímpicos, para no goleiro brasileiro Weverton na decisão por penalidades

A convocação de Petersen mostra quão aberta está a disputa no comando de ataque da Nationalelf. As dúvidas vão do suplente de Timo Werner até a quantidade de centroavantes no elenco final – tendo em vista que Thomas Müller pode atuar nesta função.

Na convocação, Löw elogiou Petersen: "O Freiburg não é uma equipe que cria muitas chances de gols, e o fato de ele ter marcado 15 gols na temporada é algo louvável. E quando veio do banco de reservas, Petersen sempre entrou ligado e bem".     

Petersen deve disputar uma vaga com o veterano Mario Gómez – único dos convocados com experiência em Mundiais que participou da Copa do Mundo de 2010, mas não na de 2014. Sandro Wagner, do Bayern de Munique, que também estava entre os cotados, ficou de fora. 

Peças-chave com problemas físicos

No entanto, na busca pelo sonhado pentacampeonato mundial – e de tentar repetir os títulos consecutivos de Itália (1934 e 1938) e Brasil (1958 e 1962) – inclui uma lista extensa de incógnitas: além da questão no comando de ataque, da lateral-esquerda e das condições físicas de Neuer e dos defensores Jérôme Boateng e Mats Hummels, preocupa também a recente forma do meia Mesut Özil.

O goleiro Manuel Neuer, que se recupera de uma fratura no pé esquerdo e não atua desde 21 de setembro de 2017, será avaliado durante as semanas de preparação. Segundo Löw, clinicamente Neuer está 100% recuperado, mas o treinador alemão também reiterou a importância de ritmo de jogo, principalmente na posição de goleiro.

Fußball Länderspiel Deutschland Brasilien Jerome Boateng

Com um estiramento muscular na coxa esquerda, Jérôme Boateng passa a ser a maior preocupação na defesa

O setor defensivo da Nationalelf é o mais sólido – caso todos estejam aptos a jogar. No entanto, a dupla titular, Mats Hummels e Jérôme Boateng, sofreu lesões recentemente. Enquanto Hummels recebeu uma pancada no pé esquerdo, mas sem consequências sérias, Boateng sofreu um estiramento na coxa esquerda na semifinal da Liga dos Campeões contra o Real Madrid, em 25 de abril, e corre contra o tempo – a recuperação varia entre quatro e seis semanas.

Por fim, Özil tem lidado com dores nas costas e não atuou nos últimos jogos pelo Arsenal no Campeonato Inglês. Além disso, seu desempenho nesta temporada tem sido bem abaixo daquilo que se espera de Özil. Em 35 partidas, o meia marcou apenas cinco gols.

Özil, além disso, gerou polêmica nesta semana. Ao lado de Ilkay Gündogan, ele posou para uma fotografia com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, e causou um desconforto na Federação Alemã de Futebol (DFB) e na comissão técnica. Os dois jogadores com raízes turcas não foram perdoados nas redes sociais: vários alemães pediram que ambos não fossem convocados – outros incentivaram vaias incessantes aos dois meias.

Desde o final da Copa do Mundo de 2014, a Alemanha disputou 50 jogos, com 31 vitórias, dez empates e nove derrotas, mas teve dificuldades contra as seleções mais fortes: Argentina (derrota), Espanha (vitória e empate), França (duas derrotas, uma na Eurocopa de 2016, e um empate), Inglaterra (derrota, vitória e empate), Itália (vitória e dois empates, um na Eurocopa) e Polônia (cabeça de chave da Copa – derrota, vitória e empate na Eurocopa). 

Cronograma 

O cronograma da seleção alemã prevê os inícios da preparação em 23 de maio, na Áustria. Entre 27 e 31 de maio, a seleção Sub-20 da Alemanha estará presente e servirá de "sparing" nos treinamentos. Em 2 de junho, os comandados de Löw têm um amistoso contra a Áustria (Brasil enfrenta os austríacos em 10 de junho), em Klagenfurt.

Dois dias depois, em 4 de junho, Löw anunciará a lista final com os 23 atletas que buscarão o pentacampeonato mundial na Rússia. Com o elenco escolhido, Löw terá um último teste antes de viajar à Rússia – enfrenta a Arábia Saudita, em 8 de junho, em Leverkusen. A viagem para Moscou – base da seleção alemã durante a Copa – está marcada para 12 de junho.

Na primeira fase, a Alemanha estreia contra o México, em 17 de junho, no estádio Luzhniki – o mesmo em que será disputada a grande final. Na sequência, joga contra a Suécia, em 23 de junho, em Sochi, e encerra a fase de grupos contra a Coreia do Sul, em 27 de junho, em Kazan.  

Os 27 convocados

Atleta (clube/país) – participação em Copas – jogos pela seleção (gols)

Goleiros:
Manuel Neuer (Bayern de Munique/ALE) – Copa: 2010 e 2014 – 74 jogos
Marc-André ter Stegen (Barcelona/ESP) – Copa: estreia – 19 jogos
Bernd Leno (Bayer Leverkusen/ALE) – Copa: estreia – 6 jogos
Kevin Trapp (Paris Saint-Germain/FRA) – Copa: estreia – 3 jogos

Laterais:
Joshua Kimmich (Bayern de Munique/ALE) – Copa: estreia – 27 jogos (3)
Jonas Hector (Colônia/ALE) – Copa: estreia – 36 jogos (3)
Marvin Plattenhardt (Hertha Berlim/ALE) – Copa: estreia – 6 jogos (0)

Zagueiros:
Mats Hummels (Bayern de Munique/ALE) – Copa: 2014 – 63 jogos (5)
Jérôme Boateng (Bayern de Munique/ALE) – Copa: 2010 e 2014 – 70 jogos (1)
Niklas Süle (Bayern de Munique/ALE) – Copa: estreia – 9 jogos (0)
Antonio Rüdiger (Chelsea/ING) – Copa: estreia – 23 jogos (1)
Matthias Ginter (Borussia Mönchengladbach/ALE) – Copa: 2014 – 17 jogos (0)
Jonathan Tah (Bayer Leverkusen/ALE) – Copa: estreia – 3 jogos (0)

Meio-campistas:
Sami Khedira (Juventus/ITA) – Copa: 2010 e 2014 – 73 jogos (7)
Sebastian Rudy (Bayern de Munique/ALE) – Copa: estreia – 24 jogos (1)
Ilkay Gündogan (Manchester City/ING) – Copa: estreia – 24 jogos (4)
Leon Goretzka (Schalke 04/ALE) – Copa: estreia – 14 jogos (6)
Toni Kroos (Real Madrid/ESP) – Copa: 2010 e 2014 – 82 jogos (12)
Julian Draxler (Paris Saint-Germain/FRA) – Copa: 2014 – 42 jogos (6)
Mesut Özil (Arsenal/ING) – Copa: 2010 e 2014 – 89 jogos (22)
Julian Brandt (Bayer Leverkusen/ALE) – Copa: estreia – 14 jogos (1)

Atacantes:
Thomas Müller (Bayern de Munique/ALE) – Copa: 2010 e 2014 – 90 jogos (38)
Leroy Sané (Manechester City/ING) – Copa: estreia – 11 jogos (0)
Marco Reus (Borussia Dortmund/ALE) – Copa: estreia – 29 jogos (9)
Timo Werner (RB Leipzig/ALE) – Copa: estreia – 12 jogos (7)
Mario Gómez (Stuttgart/ALE) – Copa: 2010 – 73 jogos (31)
Nils Petersen (Freiburg/ALE) – Copa: estreia – nenhum jogo

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram

Leia mais