Alemanha registra mais de 4,7 mil novos casos de covid-19 num único dia | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 24.03.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coronavírus

Alemanha registra mais de 4,7 mil novos casos de covid-19 num único dia

Segundo agência alemã de controle de doenças, país tem 27,4 mil infecções e 114 mortes relacionadas ao coronavírus. Presidente do órgão diz que distanciamento social deve em breve desacelerar disseminação do patógeno.

Estrada (Autobahn) em Frankfurt vazia devido às restrições de circulação no país devido à pandemia de coronavírus. As duas faixas estão vazias.

Estrada (Autobahn) em Frankfurt vazia devido às restrições de circulação no país

O número de infecções pelo coronavírus Sars-Cov-2 na Alemanha aumentou em 4.764 desta segunda-feira (23/03) para terça, segundo dados do Instituto Robert Koch (RKI), responsável pelo controle e prevenção de doenças no país. O total de infecções confirmadas é de 27.436, diz o órgão.

Até agora, a Alemanha registrou 114 mortes em decorrência da infecção pelo vírus. Na segunda-feira, as fatalidades somavam 86. O aumento mais pronunciado era esperado, diz o RKI, já que nem todos os órgãos regionais transmitiram os dados atualizados ao instituto no último fim de semana. As informações acabaram sendo atualizadas nesta segunda.

Por outro lado, também na segunda, a curva de contágios na Alemanha parecia estar começando a dar sinais de estabilidade, segundo informações do RKI. O presidente do instituto, Lothar Wieler, disse estar cautelosamente otimista de que as medidas de distanciamento social adotadas na Alemanha em breve começarão a contribuir para a desaceleração da disseminação da covid-19.

"Vemos uma tendência de leve achatamento da curva de crescimento exponencial", disse Wieler em Berlim. Ele ressaltou, entretanto, ainda ser muito cedo para confirmar que isso esteja ocorrendo com 100% de certeza.

Wieler revelou também que o RKI vem detectando desde a segunda-feira passada uma menor mobilidade da população no país, através da avaliação de dados de celulares. "No geral, os movimentos diminuíram, mas isso ainda não é suficiente", afirmou o especialista.

Na segunda-feira, a Alemanha proibiu reuniões de mais de duas pessoas em espaços públicos, ampliando as medidas de contenção da disseminação do coronavírus. O país, porém, não impôs quarentena compulsória aos cidadãos, como foi feito na Itália e na Espanha, por exemplo. 

A Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, que atualiza seu mapa de novos registros a cada hora, conta com 29.560 casos na Alemanha, com 126 mortes. No mundo, a plataforma mostra que há quase 384 mil casos confirmados de infecção pelo coronavírus, além de quase 16.600 mortes. A maior parte das fatalidades foi registrada na Itália (6.077), número seguido por China (3.160), Espanha (2.316) e Irã (1.812). 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra um total de cerca de 335 mil casos confirmados no mundo nesta segunda-feira, além de cerca de 14.700 mortes. 

RK/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter

Leia mais