1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Multidão na Alemanha
Foto: picture-alliance/dpa

Alemanha recebe recorde de imigrantes europeus

2 de julho de 2016

Em 2015, país acolheu mais de 600 mil cidadãos de outros países da União Europeia, a maioria da Romênia, Polônia e Bulgária. Mais de 4 milhões de imigrantes do bloco vivem em solo alemão.

https://www.dw.com/pt-br/alemanha-recebe-recorde-de-imigrantes-europeus/a-19374032

A Alemanha recebeu o número recorde imigrantes da União Europeia (UE) em 2015, informou neste sábado (02/07) o jornal alemão Die Welt. Ao todo, 685.485 mil estrangeiros, a maioria do Leste Europeu, se instalaram no país.

A maior parte dos imigrantes veio da Romênia (174,7 mil), seguidos da Polônia (147,9 mil), Bulgária (71,7 mil) e Croácia (50 mil), o mais novo membro da UE.

Apenas 15% vieram de Portugal, Espanha, Itália e Grécia. A imigração de cidadãos do sul da Europa para a Alemanha, que tinha aumentado depois da crise mundial de 2008, caiu no ano passado.

Segundo o Departamento Federal de Migração e Refugiados da Alemanha (Bamf, na sigla em alemão), cerca de 300 mil europeus de outros países deixaram a Alemanha no ano passado.

Diversas organizações criticam a contratação de cidadãos do leste europeu para trabalhar no setor agrícola em troca de salários muito baixos na Alemanha, França e Bélgica, por exemplo.

Em abril deste ano, o governo federal alemão apresentou uma proposta de lei para limitar o acesso de imigrantes da UE a benefícios sociais. Mesmo assim, a Alemanha é o país com o maior número de imigrantes europeus na UE – 4,1 milhões, segundo o Bamf.

Em segundo lugar está o Reino Unido, com 3,1 milhões de imigrantes europeus – país que acaba realizar um referendo em que a maioria votou pelo Brexit, ou seja, a saída do bloco europeu. A campanha eleitoral foi marcada por um discurso anti-imigração.

KG/lusa/dpa