Alemanha oferece cursos preparatórios para profissionais estrangeiros | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 07.12.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha oferece cursos preparatórios para profissionais estrangeiros

Iniciativa tem como objetivo informar estrangeiros que desejem se candidatar a empregos no país sobre condições de trabalho e vida cotidiana. Nova lei deverá facilitar contratação de profissionais de fora da UE.

Mulher trabalha em laboratório

Cursos onlines tratam de temas como "viver e trabalhar na Alemanha" e "como se candidatar a um emprego"

Estrangeiros que desejam trabalhar na Alemanha têm à disposição uma nova ferramenta para obter informações sobre as condições de trabalho e a vida no país.

A Central de Colocação de Profissionais Estrangeiros (ZAV, na sigla em alemão), vinculada à Agência Federal de Emprego da Alemanha (Bundesagentur für Arbeit) oferece cursos online a cada duas semanas, sempre às quartas-feiras, com temas como "viver e trabalhar na Alemanha" e "como se candidatar com êxito a um emprego".

Os workshops são ministrados em inglês, e os participantes podem submeter suas perguntas através de mensagens de voz ou de texto, ou ainda agendar consultas individuais com os profissionais da ZAV. O curso online, incluindo as consultas, é gratuito. Os interessados devem fazer a inscrição no site da ZAV.

A central também encaminha os candidatos que estiverem qualificados a vagas disponíveis no mercado, se houver demanda das empresas na Alemanha. A central é um dos parceiros da iniciativa Make it in Germany do governo federal, para atrair mão de obra qualificada para o país.

Ainda neste mês, o governo em Berlim pode aprovar a primeira lei de imigração da história da Alemanha, com o objetivo de facilitar a entrada no país de profissionais qualificados de países de fora da União Europeia (UE).

A lei deve acabar com a obrigatoriedade imposta aos empregadores para que comprovassem que nem um alemão nem um cidadão da UE possuem os requisitos necessários para preencher uma posição antes de oferecê-la a um imigrante de fora do bloco.

Assistir ao vídeo 01:41
Ao vivo agora
01:41 min

Cinco dicas para o brasileiro que quer trabalhar na Alemanha

A nova legislação também relaxará restrições que antes davam preferência a ocupações que possuem mais vagas abertas do que candidatos, o que é o caso da área de enfermagem e cuidados aos idosos, por exemplo. Além disso, pessoas que tenham passado por um ensino profissionalizante serão autorizadas a entrar no país por um tempo limitado para buscar um emprego.

As medidas atendem à demanda do setor econômico para preencher a lacuna de profissionais qualificados, e não apenas daqueles com nível superior. A chanceler federal Angela Merkel disse que a intenção é possibilitar a entrada no país de "padeiros a engenheiros". A lei deverá entrar em vigor três meses após ser aprovada pelo Bundestag (Parlamento alemão).

Há tempos as empresas alemãs vinham pedindo ao governo facilitação da contratação de enfermeiros, cuidadores de idosos, trabalhadores do setor da construção civil e eletricistas de fora do país. A evolução demográfica também mostra que a Alemanha deverá depender cada vez mais de profissionais estrangeiros.

RC/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados