Alemanha oferece auxílio financeiro para estudantes afetados pela pandemia | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 15.06.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Alemanha oferece auxílio financeiro para estudantes afetados pela pandemia

Alunos alemães e estrangeiros que ficaram sem trabalhos devido à crise do coronavírus poderão requisitar ajuda mensal de até 500 euros. "É nossa função ajudar", diz ministra da Educação.

Jovens de máscara na rua na Alemanha

Cerca de dois terços dos estudantes universitários na Alemanha trabalham para financiar os estudos

A partir desta terça-feira (15/06), estudantes universitários na Alemanha que enfrentam dificuldades financeiras devido à crise do coronavírus poderão requisitar um auxílio do governo federal de até 500 euros mensais.

Segundo um levantamento da Rede Alemã de Estudantes (DSW, na sigla em alemão), cerca de dois terços dos alunos do ensino superior na Alemanha trabalham para financiar os estudos.

Com a crise, muitos ficaram desempregados – por exemplo, os que trabalham em restaurantes e bares, que tiveram que fechar suas portas durante semanas. Nos últimos três meses, estudantes em várias cidades do país chamaram atenção para sua situação por meio de protestos. 

Segundo a ministra alemã da Educação, Anja Karliczek, a ajuda será oferecida a estudantes alemães e estrangeiros, independentemente da idade e do semestre que estão cursando. "O critério decisivo é a situação de emergência individual e aguda causada pela pandemia", afirmou Karliczek.

Num primeiro momento, o auxílio poderá ser requisitado para os meses de junho, julho e agosto, por meio do portal ueberbrueckungshilfe-studierende.de. Os valores recebidos não precisarão ser devolvidos no futuro.

O governo federal disponibilizou para tanto um orçamento de 100 milhões de euros. Karliczek afirmou que ainda não se sabe se o montante será suficiente, mas disse que o governo acompanhará a situação de perto. "É nossa função ajudar", declarou a ministra.

Será usado como critério para a concessão do auxílio o fato de o estudante ter perdido o emprego ou de seus pais não poderem mais ajudá-lo financeiramente por conta da pandemia, segundo o secretário-geral da DSW, que processará os pedidos.

Também será decisivo o saldo na conta corrente do estudante. Quem tiver mais de 500 euros na conta, não terá direito ao auxílio. Se o saldo for menor que 100 euros, o estudante poderá receber o valor máximo de 500 euros no mês, enquanto quem tiver 200 euros, por exemplo, terá direito a 300 euros de ajuda. A cada mês, o auxílio deverá ser requisitado novamente.

LPF/dpa/afp/ard

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter

Leia mais