Alemanha manda mais soldados para Cabul | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 06.06.2002
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemanha manda mais soldados para Cabul

As formas Armadas da Alemanha (Bundeswehr) vão reforçar o seu contingente na tropa internacional de proteção em Cabul (ISAF) com mais 200 soldados.

default

Gerhard Schröder passa a tropa alemã em revista ao visitar Cabul em maio

A decisão foi tomada pelo gabinete social-democrata e verde, em Berlim, nesta quinta-feira (6). Os primeiro 80 soldados devem partir para o Afeganistão ainda hoje. A tarefa deles é garantir a segurança da grande assembléia tradicional Loya Jirga, que começará na segunda-feira (10). O governo do chanceler federal Gerhard Schröder decidiu também prorrogar por mais seis meses o mandato da missão alemã.

A decisão do gabinete terá ainda de passar pelo Parlamento, mas sua aprovação é tida como certa, porque conta com o apoio de todos os partidos, inclusive do neocomunista PDS, como disse o ministro da Defesa, Rudolf Scharping (SPD). Os custos adicionais com o prolongamento da missão em Cabul são estimados em 96 milhões de euros e o dinheiro será assegurado por um remanejamento no orçamento da União.

No momento encontram-se 1026 soldados alemães estacionados em Cabul. Outros 163 estão em Termez, no Uzbequistão, à disposição para bombardeios aéreos, e mais 100 participam da caça a combatentes do antigo regime talibã e da organização terrorista de Osama Bin Laden, responsabilizado pelos atentados de 11 de setembro.

O Conselho de Segurança Internacional em Nova York aprovou, em maio passado, um prolongamento do mandato da ISAF por mais seis meses. O primeiro mandato expira no fim deste mês. A UNO recusou, todavia, os desejos de aumento do contingente atual de 4650 soldados e de ampliação de suas áreas de atuação, que se restringe a Cabul e arredores.