Alemanha investiga 40 possíveis terroristas entre refugiados | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 11.05.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha investiga 40 possíveis terroristas entre refugiados

Departamento Federal de Investigações afirma que recebeu 369 denúncias, mas ressalva que estão sendo feitas investigações e nenhum indício foi confirmado.

O Departamento Federal de Investigações da Alemanha (BKA) investiga, por suspeitas de terrorismo, 40 pessoas que entraram como refugiados no país, informou nesta quarta-feira (11/05) o jornal Neue Osnabrücker Zeitung. A informação foi em seguida confirmada pelo BKA.

O serviço secreto recebeu 369 denúncias da infiltração de jihadistas entre os migrantes desde o início da crise de refugiados, no ano passado. Não há, porém, sinais concretos de que atentados terroristas estejam sendo planejados na Alemanha, ressalvou o BKA.

"Agentes alemães de segurança têm indícios de que membros e apoiadores de organizações terroristas estão sendo infiltrados entre os refugiados de uma maneira planejada e organizada para lançar ataques na Alemanha", afirmou uma porta-voz do BKA, salientando, porém, que se tratam de indícios não confirmados.

O chefe do BKA, Hans-Georg Maassen, afirmou na semana passada que, apesar de haver meios mais eficientes de enviar militantes para o país, o grupo "Estado Islâmico" aparenta ter enviado alguns pela rota dos refugiados para exarcebar temores em relação aos refugiados e "enviar um sinal político".

Autoridades alemãs também disseram que muitos indícios são inventados por extremistas de direita ou, em alguns casos, por requerentes de refúgio que tiveram seus pedidos negados, como um ato de vingança.

A Alemanha recebeu mais de um 1 milhão de refugiados apenas em 2015.

KG/dpa/rtr

Leia mais