Alemanha celebra primeiro casamento gay após lei entrar em vigor | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 01.10.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha celebra primeiro casamento gay após lei entrar em vigor

Casal alemão faz história ao se tornar primeiro par do mesmo sexo a se casar oficialmente no país. Como lei passou a valer num domingo, autoridades abriram excepcionalmente as portas para a realização das uniões.

Kreile (esq.) e Mende são o primeiro casal homossexual a ser casar depois de o Bundestag aprovar o casamento gay

Kreile (esq.) e Mende são o primeiro casal homossexual a ser casar depois de o Bundestag aprovar o casamento gay

Dois homens alemães fizeram história neste domingo (01/10) ao se tornarem o primeiro casal do mesmo sexo a se casar oficialmente na Alemanha, depois que a lei de legalização do casamento homossexual entrou em vigor no país.

Bodo Mende, de 60 anos, e seu parceiro Karl Kreile, de 59 anos, trocaram alianças na prefeitura do distrito de Schöneberg, em Berlim. Depois, o casal posou para uma multidão de fotógrafos e equipes de TV de todo o mundo que se amontoavam junto aos familiares e amigos no local.

Apesar de ser um domingo, autoridades de várias cidades alemãs, como Hamburgo e Hannover, abriram excepcionalmente suas portas para a realização de casamentos no dia da entrada em vigor da nova lei.

Mende e Kreile, ativistas a favor do casamento homossexual, estão juntos desde 1979 e queriam trocar seus votos o mais rápido possível, após estarem entre os primeiros casais a estabelecer uma união estável civil, em 2002.

"Eu estou incrivelmente satisfeito. É extremamente simbólico ser reconhecido como um casal completamente normal e não mais ter um casamento de segunda classe", afirmou Kreile depois que os dois cortaram uma fatia de bolo decorado com as cores do arco-íris.

O matrimônio ocorre três meses depois de o Bundestag (Parlamento alemão) aprovar, em 30 de junho, o casamento entre pessoas do mesmo sexo e igualar perante a lei os direitos e deveres de pares heterossexuais e homossexuais.

A mudança teve efeito sobretudo na adoção de crianças, que agora também poderá ser realizada por casais de gays e lésbicas. Até então, a adoção só poderia ser feita separadamente e, depois, era possível adotar os filhos – tanto biológicos como adotados – do parceiro.

Com a entrada em vigor da nova lei, os casais homossexuais que já mantêm uma união estável civil e que quiserem se casar terão que comparecer novamente a um cartório.

Com a aprovação pelo Bundestag, a Alemanha se tornou a 15ª nação europeia a legalizar o casamento gay. A Holanda abriu o caminho em 2000, seguida de forma fragmentada por outros países europeus, incluindo a Espanha, Suécia, Reino Unido e França.

FC/afp/rtr/dpa

Leia mais