Alemanha bate recorde de calor para mês de junho | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 26.06.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Alemanha bate recorde de calor para mês de junho

Máxima anterior fora registrada em 1947. Cientistas atribuem onda quente que atravessa a Europa à mudança climática por influência humana. Em Brandemburgo, homem se refresca pilotando sua motocicleta só de capacete.

Frequentadores de piscina pública em Essen, Alemanha

Piscinas públicas e lagos oferecem abrigo do calor fora do comum

Na cidade de Coschen, perto da fronteira com a Polônia, as temperaturas alcançaram 38,6 ºC nesta quarta-feira (26/06), estabelecendo um novo recorde alemão de calor para junho. A máxima anterior para o mês, registrada em 1947, em Bühlertal, no estado de Baden-Württemberg, ficava 0,1 ºC abaixo.

Na terça-feira, a meteorologista Sabine Krüger, do Serviço Alemão de Meteorologia (DWD), alertara que as temperaturas poderiam "chegar aos 39 ºC e, em alguns locais, quebrar a marca dos 40 ºC". Os picos de calor se fizeram sentir fortemente também na área dos rios Reno e Meno, no oeste e centro da Alemanha.

Os dias mais quentes da história do país foram 5 de julho e 7 de agosto de 2015, ambos com 40,3 ºC em Kitzingen, na Baviera. Especialistas acham possível que a marca seja ultrapassada neste ano.

As autoridades alemãs aconselharam a população a tomar medidas para evitar hipertermia, pois o calor acima de 37 ºC pode causar exaustão e até falha cardíaca. O risco é particularmente alto para idosos, bebês e enfermos. As piscinas públicas registraram frequência elevada.

Limites temporários de velocidade foram impostos em diversas autoestradas, devido à possibilidade de que o calor faça o asfalto se deformar ou romper. Brigadas de bombeiros estão de prontidão para combater eventuais incêndios.

A polícia do estado de Brandemburgo divulgou no Twitter imagens de um homem que pilotava sua motocicleta completamente nu (excetuado o capacete e sandálias). Ao ser detido, argumentou: "É que está quente, né?" Declarando-se "sem palavras", as autoridades convidaram os usuários a encontrar uma legenda adequada para a foto.

A onda quente atravessa toda a Europa Central, com a Bélgica e a França também apresentando temperaturas elevadas nos últimos dias. Para cientistas como Stefan Rahmstorf, do Instituto de Pesquisa Climática de Potsdam, a onda térmica é mais um indício de que o clima do planeta está mudando.

"Recordes mensais de calor por todo o globo ocorrem cinco vezes mais frequentemente hoje do que ocorreriam num clima estável", declarou o especialista. "Esse incremento de extremos de calor é exatamente o que previu a climatologia, em consequência do aquecimento global causado pelo aumento dos gases-estufa da combustão de carvão, petróleo e gás."

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube
WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais