Alemães acham que resgate do euro está em boas mãos com Merkel | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 02.08.2012
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Alemães acham que resgate do euro está em boas mãos com Merkel

Pesquisa afirma que a chanceler federal Angela Merkel continua bem avaliada pelos alemães e que eles confiam no trabalho dela para evitar o colapso da moeda europeia.

A maioria dos alemães acha que a gestão da crise do euro está em boas mãos com a chanceler federal alemã, Angela Merkel, segundo uma pesquisa de opinião divulgada nesta quinta-feira (02/08) pela emissora de televisão ARD.

Mesmo diante das inúmeras críticas internas e externas à gestão da crise, 70% das pessoas consultadas consideram que, com Merkel, o resgate do euro está em boas mãos. Porém, 84% disseram que a pior parte da crise do euro ainda está por vir.

Quase dois terços dos entrevistados (64%) acreditam que o euro vai sobreviver à crise, mas apenas 31% acham que a Grécia deve permanecer na zona do euro.

Merkel continua sendo a política mais popular da Alemanha. De acordo com a pesquisa realizada pelo instituto Infratest, 68% dos alemães estão satisfeitos com o governo dela. Essa é a melhor avaliação da chanceler federal desde 2009.

Em segundo lugar na pesquisa está o ministro das Finanças, Wolfgang Schäuble, e em terceiro lugar, o ministro da Defesa, Thomas de Maizière.

O Infratest consultou por telefone 1.504 pessoas aptas a votar. A pesquisa, realizada entre os dias 30 e 31 de julho, foi encomendada pela ARD. A margem de erro é de 1,4 a 3,1 pontos percentuais.

GMF/dpa/lusa
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais