1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW

A música e a resiliência da consciência negra

Marina Oliveto
19 de novembro de 2021

[Vídeo] Um encontro único: a regência de uma maestra negra e a composição de um maestro negro numa orquestra conservadora. Um exemplo, ressaltam eles, da resiliência dos negros ocupando lugares que até então não eram possíveis.

https://www.dw.com/pt-br/a-m%C3%BAsica-e-a-resili%C3%AAncia-da-consci%C3%AAncia-negra/video-59885505

Um encontro único entre a maestra Alba Bomfim e o compositor e maestro João Carlos Rocha:
a sinfonieta inédita foi regida durante a homenagem ao Dia da Consciência Negra, na Orquestra Sinfônica da USP (OSUSP), um feito que alimenta a reflexão sobre o momento do negro na sociedade brasileira.

Para o maestro João Carlos Rocha, a música negra é uma resiliência que, por mais alegre que possa ser, é um grito de revolta. Para ele, a sociedade brasileira sofreu um choque e as mudanças sociais colocam a vida dos negros em risco.

Para a maestra Alba, mesmo com os desafios, ser negro e músico no Brasil é um prazer. "Nós fazemos parte de uma história que artisticamente no Brasil a gente não via, onde nós negros, antes, não éramos vistos como protagonistas neste tipo de arte", afirmou a maestra. "Eu posso te dizer: é um desafio ser artista, ser músico, ser regente, maestro, maestra, compositor, no Brasil? Imenso. Mas é muito bom, é muito bom."