A juventude belga e o extremismo | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 07.04.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

A juventude belga e o extremismo

Na periferia de Bruxelas, muitos jovens são recrutados para lutar na Síria e depois retornam à Bélgica, considerada um centro do jihadismo na Europa.

Assistir ao vídeo 02:38
Ao vivo agora
02:38 min

Em Vilvoorde, na periferia de Bruxelas, vivem muitos jovens muçulmanos. A equipe de reportagem da DW foi até lá e conseguiu conversar com alguns deles. "Pare de falar com os jornalistas. Eles só querem mostrar nosso lado negativo", comenta um deles. Os que falaram contam que se sentem taxados. Cerca de 30 jovens dessa região já foram lutar na Síria depois de serem recrutados por extremistas. Imãs islâmicos perderam a influência sobre muitos jovens das periferias belgas. Agora, eles tentam lutar contra a radicalização por meio da internet. Desde os atentados em Bruxelas, o país elevou o nível de alerta terrorista e busca formas de evitar o extremismo entre os jovens.