A educadora infantil Sabine Glinke, de Hannover | Entenda a Alemanha, sua diversidade, estrutura e história | DW | 25.11.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Entenda a Alemanha

A educadora infantil Sabine Glinke, de Hannover

Quem perguntar a Sabine Glinke quantas crianças ela tem receberá uma resposta espontânea: 15! Sabine trabalha como educadora infantil e ajuda pais a educarem seus filhos.

default

Os visitantes que chegam à casa da família Glinke, em Hannover, são recebidos com um cartaz de bem-vindos pendurado na porta de entrada – o desenho para crianças já indica que lá mora uma educadora infantil. Atrás da porta aguardam ansiosos os quatro membros da família: Sabine, de 30 anos, Denis, de 32, e os gêmeos Lea e Gerrit, de 3 anos.

O visitante logo percebe que o traço característico de Sabine Glinke é o sorriso. Ela já está sorrindo às 6 da manhã, quando começa o dia preparando o café da manhã da família. Pouco depois, as crianças também já estão de pé.

O pai leva as crianças de carro para o jardim-de-infância. Já Sabine usa o transporte público para ir ao trabalho. "Ir de carro para o trabalho é um luxo", comenta.

Sem vocação para a advocacia

Gesichter Deutschlands Porträt SaGlP3

Sabine gosta de mostrar limites para os filhos

Sabine nasceu na cidade de Bielefeld. Seu plano inicial era trabalhar como secretária num escritório de advocacia. Mas um estágio bastou para ela se convencer de que esse não era o emprego adequado para ela.

"Aí peguei um jornal para ver qual área profissional poderia me interessar. E descobri um anúncio de um estágio de aprendizado para educadora", relembra.

Sabine acabou fazendo um estágio de um ano num jardim-de-infância. Depois frequentou durante três anos uma escola profissionalizante e, ao final desse período, fez mais um ano de atividades práticas para virar educadora.

Amor pela internet

Gesichter Deutschlands Porträt SaGlP4

A participação dos pais é importante na educação dos filhos

Depois do casamento, há quatro anos, Sabine se mudou para Hannover. Ela havia conhecido o marido pela internet. "Ficamos um ano mantendo contato pela internet. Só depois telefonamos e marcamos o primeiro encontro. Depois do primeiro, vieram outros e hoje estamos casados", conta.

Sabine sempre gostou de dançar, mas hoje não encontra mais tempo para sair. Os novos hobbies são a família e o trabalho, diz. Felicidade, para ela, é uma família em harmonia, trabalho e pouco estresse.

Ela demonstra paciência com os filhos, mas gosta de deixar os limites bem claros. "Sou um exemplo para eles, não uma amiga. Tenho de ser alguém que eles respeitem. Sou totalmente dedicada a eles, mas amigos eles encontram em outras pessoas", diz.

A mãe de gêmeos dificilmente conseguiria cuidar dos afazeres domésticos sozinha. Por isso, ela valoriza muito a ajuda do marido, sempre prestativo. "Ele cozinha melhor do que eu. Por isso prefiro deixar a cozinha para ele, principalmente quando queremos comer algo mais elaborado, como gulasch", diz ela.

Com os próprios filhos

Gesichter Deutschlands Porträt SaGlP2

Um sorriso que cativa

Sabine diz que, como educadora infantil, ajuda os pais a conduzir os filhos pelo melhor caminho. Muitas vezes os pais não dão conta da tarefa sozinhos, por exemplo quando ambos trabalham.

O expediente termina às 18 horas. É quando a educadora passa a se dedicar à própria família. Lea e Gerrit aguardam ansiosos pela mãe e ainda querem brincar um pouco antes de ir para a cama. E eles não dormem sem antes ouvir uma história.

Depois que os filhos adormecem, Sabine ainda tem um pouco de tempo para ver televisão. Às 22 horas, também ela vai para a cama. Afinal, o dia seguinte é mais um dia de trabalho e Sabine gosta de acordar cedo.

Autor: Mehmet Smajic (as)
Revisão: Rodrigo Rimon

Leia mais

Links externos

Publicidade