Última fabricante de videocassetes encerra produção | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 22.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Última fabricante de videocassetes encerra produção

Japonesa Funai argumenta que não receberá mais componentes fundamentais de fornecedor e, por isso, é obrigada a parar de fabricar o produto, apesar de ainda haver demanda.

Aparelho de videocassete

Aparelhos de videocassete dominaram os lares no final dos anos 1980

O fabricante japonês de aparelhos eletrônicos Funai anunciou nesta sexta-feira (22/07) que decidiu encerrar a produção de videocassetes, deixando assim de ser a única empresa do mundo que ainda fabricava esses aparelhos.

A Funai Electronics fabrica videocassetes desde 1983, tanto com sua própria marca como também com o logotipo de outras empresas, como Sharp, Toshiba, Denon ou Sanyo. A Funai era a única que continuava a fabricar gravadores e reprodutores para um formato audiovisual considerado obsoleto, o VHS, depois de a Panasonic ter encerrado sua produção, há quatro anos.

Segundo a Funai, um fornecedor não irá mais fabricar componentes fundamentais do videocassete, o que obriga a empresa a encerrar a produção, apesar de ainda haver demanda. A maioria dos videocassetes da Funai é vendida nos Estados Unidos, muitos deles com a marca Sanyo, possivelmente para pessoas que têm grandes coleções em VHS.

A empresa, com sede em Osaka, no oeste do Japão, chegou a vender cerca de 15 milhões de videocassetes por ano durante a época de maior popularidade do produto, entre meados dos anos 1980 e 1990, mas em 2015 vendeu apenas 750 mil. Atualmente, as unidades são produzidas na China.

AS/lusa/afp

Leia mais