Tanzânia de luto após morte de 69 pessoas na explosão de camião-cisterna | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 11.08.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Internacional

Tanzânia de luto após morte de 69 pessoas na explosão de camião-cisterna

Presidente John Magufuli decretou três dias de luto nacional. Explosão de camião-cisterna no sábado (10.08) fez 69 mortos e dezenas de feridos, segundo o mais recente balanço das autoridades.

O Presidente da Tanzânia decretou três dias de luto nacional na sequência da explosão de um camião cisterna que no sábado provocou 69 mortos em Morogoro, na zona leste do país.

"O Presidente John Magufuli decretou três dias de luto nacional a contar a partir de sábado", indica um comunicado oficial citado pela agência de notícias France Presse.

O país prepara as cerimónias fúnebres das vítimas da tragédia e o primeiro-ministro Kassim Majaliwa estará presente em representação do chefe de Estado, diz ainda o comunicado.

"Estamos de luto pela perda de 69 pessoas. A última morreu enquanto era transferida de helicóptero para o hospital nacional em Dar es Salaam", disse Majaliwa aos residentes em declarações transmitidas na televisão tanzaniana.

Cerimónias fúnebres têm lugar este domingo

Os funerais têm início na tarde deste domingo (11.08), anunciou a ministra dos Assuntos Parlamentares Jenista Mhagama, depois de os familiares das vítimas terem identificado os corpos, durante a manhã.

"Terminámos os preparativos para os funerais. Foram abertas sepulturas individuais e os caixões estão prontos", disse Mhagama, acrescentando que há especialistas disponíveis para prestar aconselhamento psicológico às famílias.

39 feridos graves foram levados para o hospital de Dar es Salaam, enquanto outros 17 continuam a receber tratamento em Morogoro, a 200 quilómetros da capital económica da Tanzânia.

Grande parte das vítimas são condutores de moto-táxis e pessoas da zona que acorreram ao local onde o camião se despistou para recuperar combustível. 

Segundo o governador de Morogoro, Stephen Kebwe, quando as pessoas enchiam as suas latas com combustível, um homem tentou arrancar a bateria do camião, provocando a explosão. Ao final da manhã, a polícia anunciou a extinção do incêndio.

"A região de Morogoro nunca tinha tido um desastre de tal magnitude", disse Kebwe à imprensa no local.

Leia mais