1. Ir para o conteúdo
  2. Ir para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW

Retrospetivas do ano 2011 - Parte 4: Desporto

De Almeida Barroso, Marta Cristina
29 de dezembro de 2011

O Japão levou ouro pela vitória na final do Mundial de Futebol feminino. Moçambique teve de se contentar com prata pela sua prestação nos Jogos Africanos. E bronze poderia ir para os países da 'Primavera Árabe'.

https://p.dw.com/p/13bKd

A equipa sénior feminina de basquetebol do Interclube de Angola revalidou o título de campeã africana de clubes, ao vencer, em Lagos, na Nigéria, a congénere local do First Bank por 81 contra 55 pontos.

Também a seleção nacional rendeu louros para Angola: a equipa conquistou o seu primeiro troféu de campeã africana ao destronar o Senegal com uma vitória de 62 contra 54 pontos na final do Afrobasket, realizado em finais de setembro/início de outubro em Bamako, no Mali. Com esta vitória, a seleção feminina angolana garantiu também a qualificação para os Jogos Olímpicos de 2012.

Cabo Verde sobe no ranking da FIFA

Na classificação mensal divulgada pela Federação Internacional de Futebol, FIFA, Cabo Verde chegou a subir 10 lugares no ranking das melhores equipas de futebol do mundo, em agosto, passando a ocupar o septuagésimo segundo (72º) lugar.

O ano histórico da Primavera Árabe

2011 foi o ano da 'Primavera Árabe', o ano em que o mundo viu florescer a esperança dos tunisinos, dos egípcios, dos líbios, mas também dos iemenitas, dos marroquinos e dos sírios bem como de outros povos que exigiram em manifestações, mais democracia, mais liberdade, mais transparência e mais respeito pelos direitos humanos nos seus países. Ora, a chamada 'Primavera Árabe' teve repercussões também no desporto:

Na Tunísia, por exemplo, o Campeonato Nacional de futebol teve de ser interrompido por mais de três meses devido à insurreição popular no país.

Em homenagem aos "mártires da revolução" nos dois países, a Tunísia convidou o Egito para um jogo amigável; as receitas da partida seriam doadas às famílias de centenas de vítimas das revoluções.

Em setembro, a seleção líbia venceu ainda o seu primeiro jogo da época pós-Kadhafi ao derrotar Moçambique por uma bola a zero numa partida que, por razões de segurança, se realizou na capital egípcia, Cairo, e sem espectadores!

Jogos Pan-africanos em Moçambique

Maputo acolheu em 2011 a décima edição dos Jogos Pan-africanos. A capital moçambicana substituíra a eleita Lusaka, capital da Zâmbia, que tinha desistido de organizar o torneio por falta de recursos financeiros. Mas o balanço das medalhas obtidas pelos anfitriões acabou por ser difícil de engolir, pois ficaram sem medalha de ouro.

Moçambique perdeu o último ouro possível quando a seleção nacional de basquetebol em masculinos foi derrotada pela Nigéria por 57-62 e ganhou a medalha de prata. Ao todo, 4 de prata e 8 de bronze para os anfitriões.

A África do Sul foi a grande vencedora com um total de 156 medalhas, Angola, o melhor país dos PALOP na competição, situou-se na décima (10ª) posição, tendo conquistado, no total, 26 medalhas, sendo seis de ouro, 10 de prata e 10 de bronze.

O Campeonato Africano das Nações - CAN

Angola esteve de parabéns no ano de 2011. Os "Palancas Negras" foram a única equipa de língua portuguesa a qualificar-se para o CAN 2012, o Campeonato Africano das Nações, que se realizará entre finais de janeiro e meados de fevereiro no Gabão e na Guiné Equatorial. Angola jogará no Grupo B com o Sudão, a Costa do Marfim e o Burkina Faso.

Alemão é novo treinador em Moçambique

Depois de não se ter qualificado para o CAN 2012, a seleção de futebol de Moçambique recebeu um novo treinador: o alemão Gert Engels. No país, espera-se agora que ele rejuvenesça a equipa.

Mas Engels tem também a árdua tarefa de qualificar a equipa para o CAN 2013 e, quem sabe, para o Mundial de 2014, que se realizará no Brasil. Aliás, em novembro, a seleção de Moçambique venceu, tanto em casa como fora, as Ilhas Comores em jogos de apuramento a contar para a fase de grupos africanos de qualificação para o campeonato de 2014. Eliminados desde já estão a Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe.

Resultados dos campeonatos nacionais de futebol dos PALOP

O Recreativo de Libolo sagrou-se campeão nacional de futebol da I divisão em Angola, tendo vencido em outubro a final do Girabola.

Em Cabo Verde, quem ganhou o campeonato nacional foi o Clube Sportivo Mindelense e na Guiné-Bissau o Atlético Clube de Bissorã.

O Moçambola, a maior prova futebolística de Moçambique, chegou ao fim em novembro com a consagração da Liga Muçulmana como campeã nacional.

Por fim, em São Tomé, foi o Sporting da região do Príncipe que se sagrou campeão nacional.

Mundial de futebol feminino: Japão sai vencedor

No torneio, que em 2011 se realizou na Alemanha, África esteve representada por duas seleções - Guiné-Equatorial e Nigéria - mas ambas foram eliminadas ainda na fase de grupos.

Quem venceu o campeonato foi o Japão que derrotou os Estados Unidos por 5 a 3 , após penáltis, e surpreendeu o público no estádio de Frankfurt, onde se realizou a final do torneio a 17 de julho. Enquanto os Estados Unidos tiveram de se consolar com prata, o bronze foi para a Suécia. A equipa anfitriã, a Alemanha, tinha já antes deixado a competição, quando foi derrotada pelo Japão nos quartos de final.

Futebol na Europa - o Euro 2012 promete

O FC Porto entronou o campeonato português, o Borussia Dortmund venceu a Bundesliga alemã e o Manchester United sagrou-se campeão na Premier League inglesa. O Milão venceu em Itália e o Barcelona em Espanha.

O Barcelona venceu ainda a Liga dos Campões, derrotando o Manchester United.

E ainda: o ano 2012 será ano de Campeonato Europeu de futebol na Polónia e na Ucrânia. Os grupos estão definidos, com certeza um dos mais interessantes será o grupo B com a Holanda, a Dinamarca, a Alemanha e Portugal.

Autora: Marta Barroso
Edição: Johannes Beck