Projeto une criatividade e tecnologia, em Moçambique | Moçambique | DW | 11.03.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Projeto une criatividade e tecnologia, em Moçambique

"Createc" possibilita a jovens criadores mostrarem o seu talento empresarial com uso das tecnologias. Candidatos participam de competição para viabilizar suas ideias criativas.

 Konstanze Kampfer, Direktorin des Mozambican-Deutschen Kulturzentrums (Centro Cultural Moçambicano-Alemão, CCMA), beim Starten des Projekts „Createc“ in Maputo (DW/R. da Silva)

Konstanze Kampfer

Chegou o "Createc", um projeto que junta no mesmo palco profissionais de diferentes áreas para a criação de soluções artísticas e empreendedoras de base tecnológica.

A ideia é do Centro Cultural Moçambicano-Alemão (CCMA) que já aceitou 40 candidaturas de jovens empreendedores de diversas áreas com recurso às tecnologias.

O projeto insere um leque de artistas profissionais - como músicos, bailarinos, fotógrafos, designers, cinematógrafos, atores, entre outros - que podem criar o auto-emprego.

Nigeria Symbolbild Handynutzung (Getty Images/AFP/S. Heunis)

"Createc" promove criação de soluções artísticas e empreendedoras de base tecnológica (foto ilustrativa)

Nuno Amado, designer, elogia esta ideia e entende que é um momento ímpar para os jovens mostrarem o seu talento nesta área para a promoção do auto-emprego.

"Sempre tive uma ideia de criar uma empresa gerida por jovens. A primeira coisa que pensei ao criar a empresa foi buscar jovens, porque acredito que os jovens são mais recetivos a ideias inovadoras e foi o ingrediente perfeito", recorda.

"Temos soluções super inovadoras, viradas para o mundo digital, que os jovens percebem melhor que os outros", defende.

Enquanto alguns jovens já criaram bases para o auto-emprego, há quem ainda vê este projeto como uma luz no fundo do túnel. É o caso de Rui Marques que também é designer.

"Aqui está a nata dos inovadores. Então, todo mundo quer estar aqui. Não poderia ser diferente, nós também queremos estar aqui porque é uma grande oportunidade", avalia Marques.

Ouvir o áudio 02:41

Projeto une criatividade e tecnologia, em Moçambique

Seleção de talentos

A seleção de candidatos será feita num encontro do tipo seminário, em que cada um dos concorrentes terá o seu tempo para defender a sua ideia. Isto porque, segundo a diretora do CCMA, Konstanze Kampfer, "ideias não faltam e criatividade não falta".

"Agora, a questão é como podemos fazer dinheiro com isto. O desemprego é muito grande. Por isso, juntamos a este projeto a Câmara da Indústria e Comércio da Alemanha para África Austral e a incubadora do Standard Bank, que tem também o conceito de dar um espaço para os jovens empreendedores", explica Kampfer.

Os candidatos são igualmente desafiados a ter o melhor e mais competitivo produto, no sentido de convencer os empresários a comprar as suas ideias.

A diretora do CCMA avança ainda a estratégia para atrair a atenção do mercado.

"O que vamos fazer é bater às portas de muitos empresários digitais e convidá-los a participar e a ver os produtos", revela.

"Estamos a pensar em convidar os empresários para fazer parte do júri para selecionar os três melhores [candidatos]. Podem ficar animados e gostar da criatividade, dos procedimentos, dos produtos", conclui Kampfer.

Está aí então mais um desafio aos jovens empreendedores moçambicanos para mostrarem o que valem, promoverem o auto-emprego e, quiçá, serem empresários digitais.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados