João Lourenço começa 2019 com novas exonerações | Angola | DW | 03.01.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

João Lourenço começa 2019 com novas exonerações

O Presidente angolano substituiu as ministras das Pescas e da Família. João Lourenço também nomeou o líder da Juventude do MPLA para governar a província de Luanda. E há novos governadores no Cuanza Norte e Cuanza Sul.

O chefe de Estado angolano iniciou o novo ano com mais exonerações. Para o lugar de Victória de Barros Neto, ministra das Pescas e do Mar, João Lourenço nomeou Maria Antonieta Josefina Sabina Baptista. Faustina de Almeida Alves é a nova ministra da Ação Social, Família e Promoção da Mulher, sucedendo a Victória Francisco Correia da Conceição.

O Presidente angolano exonerou igualmente Carlos Alberto Jaime Pinto do cargo de secretário de Estado da Agricultura e Pecuária, tendo nomeado, por decreto, para as mesmas funções José Carlos Lopes da Silva Bettencourt. Não foram avançadas explicações para estas mudanças.

Segundo uma nota da Casa Civil do Presidente da República, João Lourenço exonerou ainda Maria Sabina Baptista do cargo de vice-reitora Interina para a Área Científica e Pós-Graduação da Universidade Agostinho Neto, a maior universidade de Angola.

Saídas em Luanda, Cuanza Norte e Cuanza Sul

O Presidente angolano exonerou quarta-feira (02.01) Adriano Mendes de Carvalho do cargo de governador da província de Luanda, nomeando para aquelas funções o líder da organização da Juventude do MPLA, partido no poder em Angola desde 1975.

De acordo com uma nota da Casa Civil do Presidente da República, além de Luanda, província com cerca de sete milhões de habitantes e cujo governador passa a ser Sérgio Luther Rescova, o chefe de Estado exonerou outros dois governadores provinciais.

José Maria Ferraz dos Santos foi exonerado do cargo de governador da província do Cuanza Norte, sendo substituído nas funções por Adriano Mendes de Carvalho, até agora governador de Luanda.

Assistir ao vídeo 02:15

MPLA: O Congresso da mudança

Igualmente por decreto presidencial, Eusébio Teixeira de Brito foi exonerado do cargo de governador da província do Cuanza Sul, tendo o Presidente angolano nomeado para aquelas funções o ex-deputado e antigo governador de Luanda (MPLA) Job Pedro Castelo Capapinha.

Não foram apontadas explicações para estas mudanças, que acontecem quando Angola prepara as primeiras eleições autárquicas no país, previstas para 2020.

Além de líder da Juventude do Movimento Popular de Libertação de Angola (JMPLA), Sérgio Luther Rescova era membro do Conselho da República (órgão consultivo do chefe de Estado), tendo também sido exonerado dessas funções pelo Presidente da República.

Mudanças no Conselho da República

João Lourenço afastou igualmente do Conselho da República António Paulo Kassoma - ex-secretário-geral do MPLA e que representava o partido naquele órgão -, tendo nomeado a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, para as mesmas funções.

Foi ainda exonerado das funções de conselheiro Luís Manuel da Fonseca Nunes e nomeados, para assumirem os mesmos cargos, José Carlos Manuel de Oliveira Cunha e Suzete Francisco João.

 O Conselho da República é presidido pelo chefe de Estado angolano e integra por inerência de funções os líderes dos partidos com assento parlamentar e outras dez personalidades da sociedade indicadas pelo Presidente.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados